Escola Secundária Rafael Bordalo Pinheiro

0
523

27 de Janeiro ficará marcado nos alunos da Escola Secundária Rafael Bordalo Pinheiro que assistiram, no auditório, a um evento sobre Direitos Humanos organizado pela Biblioteca Escolar. Porque neste dia se recordam as vítimas do holocausto, pois foi também a 27 de Janeiro de 1945 que o campo de concentração de Auschwitz, emblema das atrocidades nazis, foi libertado, escolheu-se esta data para apresentar os resultados do inquérito “Medindo a temperatura dos direitos humanos na ESRBP”. Este inquérito, concebido pelas Nações Unidas, foi realizado em toda a escola e os resultados trabalhados por alunos do 10.º ano em Formação Cívica, com a professora Ana Margarida Nunes. Um auditório cheio, com 190 alunos, pôde reflectir sobre os dados obtidos e apresentar sugestões sobre aquilo que há a melhorar na escola, no respeito pelos 30 artigos da Declaração Universal dos Direitos Humanos. Os vídeos que os alunos conceberam, bem como a “Carta dos deveres do Homem” ajudaram nesta apresentação.
Seguiu-se a palestra de Daniel Oliveira, da equipa executiva nacional da Amnistia Internacional, acompanhado dos representantes do núcleo das Caldas da Rainha/Oeste – Teresa Mendes, Luís Silva e Susana Anastácio – que elucidou sobre o que cada um de nós pode fazer em prol dos Direitos Humanos. Um discurso formativo, mas cru, ao expor exemplos concretos do mundo.
Por último, a encerrar em beleza, e mostrando como as parcerias inter-escolas produzem bons frutos, uma pequena “performance” de um grupo de alunos do curso profissional de Animador Sociocultural da Escola Secundária Raul Proença, orientada pelo professor Aníbal Rocha, sobre a violação dos Direitos Humanos.
Este foi o culminar de uma semana com uma sequência de actividades sobre “Direitos”, aberta à escola, da iniciativa de Biblioteca Escolar. No dia 24, houve a sessão de esclarecimento para os alunos do ensino secundário “Com que direito?”, dinamizada pela professora Cristina Meneses sobre os direitos de autor em ambiente virtual, uma autêntica aula com casos práticos e dúvidas que todos os dias se colocam aos alunos na sua utilização dos recursos “on line”; no dia 25, Isabel Baptista, juíza do 2.º Juízo do Tribunal da Comarca das Caldas da Rainha;  Lucas Serra, director dos serviços jurídicos, assessor da administração da S.P.A. (Sociedade Portuguesa de Autores) e autor dos livros Os autores e os seus direitos – contributos e reflexões e Código do direito de autor e dos direitos conexos e legislação complementar – prefácio, organização e notas; Noel Bracinha, delegado regional de Leiria e Santarém da S.P.A. e Paulo Marcelino, inspector da delegação regional de Leiria e Santarém da S.P.A., conversaram com os alunos do ensino básico sobre o direito à imagem na sessão “Seremos realmente donos da nossa imagem?”, onde se reflectiu sobre a captação, transformação e difusão de imagens e os problemas que muitas vezes surgem nas redes sociais e na internet e onde situações-exemplo reais foram expostas e analisadas à luz da lei.

Esc. Sec. Rafael Bordalo Pinheiro