PSD/CALDAS – Situação presente e futura dos Hospitais das Caldas

0
247

1-    O P.S.D. das Caldas da Rainha acompanha com muita atenção e preocupação a situação financeira e qualidade de serviços dos hospitais das Caldas e naturalmente dos hospitais da região como Alcobaça e Peniche que constituem o Centro Hospitalar do Oeste Norte e do hospital de Torres Vedras.
2-    Estes hospitais acumularam nos últimos anos um passivo de 80 milhões de euros, cabendo ao C.H.O.N. 50 milhões.
3-    Também nos últimos anos perderam valências e algumas foram suspensas de actividade por falta de médicos ou outras razões.
4-    O Hospital Termal há muito tempo que não vê um futuro seguro e melhor. Pelo contrário tem diminuído a sua actividade.
5-    Nestes últimos seis anos (e também antes) nada de relevante se fez e foram adiadas as medidas necessárias. O P.S.D. não se cansou de criticar a inércia, apatia e desleixo dos Governos socialistas e dos anteriores.
6-    O P.S.D. das Caldas percebe que este estado de coisas não pode continuar e a grave situação financeira dos hospitais da região, com mais de 80 milhões de euros de passivo, obriga a novas soluções, algumas dolorosas que podiam ter sido evitadas não fora este descalabro financeiro que pode pôr em causa, por falência, o funcionamento destes hospitais.
7-    Chegam informações que estes quatro hospitais têm que ser reunidos num único Centro Hospitalar, agregando-se assim o hospital de Torres Vedras, para servirem esta região correspondente à Comunidade Intermunicipal do Oeste no essencial.
8-    Esta agregação vai obrigar a que alguns dos principais serviços se concentrem nas Caldas e outros em Torres.
9-    As propostas e informações que nos chegam não nos deixam satisfeitos. Mas também entendemos que não pode ficar tudo nas Caldas nem os outros hospitais podem ficar sem nada. Isso nem sequer seria conveniente ou possível por falta de espaço.
10-    Sabemos que os principais serviços existentes continuam nas Caldas e alguns até vão ser reforçados graças à nova dimensão geográfica. Pediatria, Obstetrícia (Maternidade), Urgência Médico-cirúgica.
11-    Algumas das valências antes retiradas ou suspensas no hospital das Caldas podem vir a ser reativadas.
12-    Preocupa-nos o Hospital Termal que nunca deixaremos encerrar por ser a nossa matriz na saúde e na nossa existência como comunidade.
13-    O Parque e a Mata não podem ser deixados ao abandono e a autarquia neste campo como nos outros terá que ter um papel especial.
14-    O P.S.D. apoia a acção da Sra. Deputada Maria da Conceição Pereira que no parlamento e fora dele se tem batido com energia por estes problemas.
15-    Também os nossos autarcas, sem excepção, da Câmara, Assembleia Municipal e Juntas de Freguesia estão atentos e a trabalhar para que a solução final seja, dentro do razoável, a melhor possível. Sabemos que o Sr. Presidente da Câmara já chamou a atenção do Governo sobre estas matérias e que vai reunir com o Sr. Ministro da Saúde.
16-    Todos os partidos devem estar unidos na defesa dos nossos hospitais. Porém refutamos as críticas infundadas e algumas declarações falsas, por não corresponderem à verdade, do partido socialista e dos seus dirigentes que agora tanto falam mas que nos últimos seis anos nada fizeram para evitar esta grave situação a que chegámos.
17-    Pedimos-lhes que tenham um mínimo de pudor pois o Governo do P.S. nada fez nestes anos.
18-    Tudo faremos para que, a reforma que é necessário fazer não prejudique e até melhore os cuidados de saúde da região. Contamos com o apoio de todos.

A Comissão Política do PSD das Caldas da Rainha