Crónicas de Bem Fazer e de Mal Dizer

0
13

Como informei na crónica anterior, a partir de agora vou dedicar as minhas crónicas à personagem de Rafael Bordalo Pinheiro, dado o facto de em Março de 2021 se comemorarem os 175 anos do seu nascimento. Vou procurar dar a conhecer a sua obra desenhada e a opinião dos seus contemporâneos sobre a sua obra.
Procurarei deste modo divulgar a obra de tão ilustre artista e a opinião que a sociedade de então tinha sobre ele e como hoje em dia a mesma continua a ser vista. Acho que é um caso notável, tendo nascido há 175 anos que o seu nome continue ainda hoje a ser considerado e respeitado.
Estas crónicas a que darei o nome genérico de “Crónicas Bordalianas”, passarão a serem sujeitas a publicação quinzenal.
Convido os meus eventuais leitores a acompanharem-me nesta digressão de vida de um artista que podemos considerar em parte caldense.