A designer Joana Sousa, a joalheira Liliana Alves e o ceramista Christian Heinlik têm as suas criações durante um mês no Café Local

Uma joalheira, uma designer e um ceramista decidiram unir talentos e criar obras inspiradas na Rainha D. Leonor que podem ser apreciadas durante um mês na montra do Café Local, no Largo Dr. José Barbosa. A ideia partiu da caldense Liliana Alves, que pretende continuar a realizar exposições em locais onde os eventos artísticos são menos habituais

Há uma década que Liliana Alves se dedica à criação de jóias. Possui várias colecções e uma marca em nome próprio. Foi dela a ideia de fazer acontecer iniciativas nas Caldas e decidiu convidar outros autores para juntos criarem uma exposição que pode ser vista durante um mês nas montras do café Local, situado no Largo Dr. José Barbosa.
E daí surge “Encontro com a Rainha” com o convite da joalheira à designer Joana Sousa que também coordena a marca Quinze e ao ceramista Christian Heinlik que está a viver nas Caldas há um ano meio onde já tem o seu atelier de trabalho. A mostra foi inaugurada a 25 de Julho e poderá ser apreciada durante quinze dias neste espaço comercial.
Unindo as sinergias, estes três autores que têm abordagens artísticas tão distintas apresentam peças que podem agora ser apreciadas nas montras daquele café que fica em pleno coração da cidade. “Podemos estar em diferentes fases das nossas carreiras e ainda assim apresentar um projecto artístico diferenciado e que possa ser uma mais-valia para todos”, comentou a autora, responsável por esta iniciativa.
Sob a inspiração da Rainha D. Leonor cada um dos artistas desenvolveu peças com vista a prestar homenagem à Rainha D. Leonor. Todos se inspiraram nas águas termais e fazem referência também a outros significados relacionados com as jóias da rainha e o amor e prazer pela vida. “A D. Leonor tinha muito apreço e apoiava às artes”, recordou Liliana Alves que criou uma colecção de brincos e anel que simbolizam “o amor, a entrega e a generosidade da rainha”, explicou.

Uma marca sobre a história da cidade

Joana Sousa é a autora da marca Quinze que tem como mote homenagear a Rainha D. Leonor e a própria história da cidade. Para este projecto a designer criou três sacos que comunicam a história da monarca. Os sacos desta marca guardam pormenores interessantes ligados à tradição artística local. Um deles tem a coroa bordada à mão nos tons castanhos que antes se obtinham, tingindo com chá.
Outro dos sacos de pano desta designer – que está a completar o seu mestrado na Universidade de Aveiro, – tem um excerto da história de D. Leonor nas Caldas e um terceiro que foi decorado com o logótipo da marca que tem a sua base na história local.
Joana Sousa tem o seu atelier de trabalho nas proximidades do largo João de Deus que abre ao público três dias por semana e onde se podem adquirir vários tipos de peças decoradas com motivos sobre a identidade da própria localidade, que surge em 1485, a partir de um hospital termal, mandado construir por uma rainha.

De S. Paulo para as Caldas

Christian Heinlik veio há ano e meio viver para as Caldas da Rainha com a sua família. Este autor dedica-se a criar as suas peças de cerâmica artística e também algumas peças utilitária. “Encontrei aqui nas Caldas um espírito artístico incrível”, contou o ceramista que tem privado com outros autores como Carlos Enxuto, Bolota ou Mariana Sampaio. Na sua opinião, Caldas da Rainha de facto “concentra essa energia de arte”.
Satisfeito com o convite para participar neste “Encontro com a Rainha” este autor produziu peças decorativas de alta e baixa temperatura.
As suas três obras contou inspiraram-se não só no mar como na tradição do barro vermelho que se une aos tons de ouro velho.
A terceira peça do artista brasileiro é feita em grés e inspira-se no tema da água termal que deu origem à cidade.
O café Local, cujo responsável é Ricardo Lopes tem-se dedicado também a promover eventos artísticas, tendo proposto a Liliana a realização desta mostra colectiva.
Além de se dedicar ao café, ao vinho e aos queijos que chegam às Caldas oriundos de várias regiões do país, este espaço está a promover autores e projectos artísticas relacionados com a cidade e também com autores da ESAD.

Café vai continuar a promover artistas

O coordenador do Local explicou a Gazeta das Caldas que os eventos ligados às artes são para ter continuidade.
As obras de arte, se várias vertentes, são apresentadas em exposição nas montras deste estabelecimento comercial. A exposição – que permanecerá no café Local até dia 8 de Agosto.
Os interessados na aquisição das peças dos três autores poderão fazer encomendas recorrendo aos meios online de cada um destes artistas.