Artista caldense em bienal artística no Québec

0
829
Gazeta das Caldas

A artista caldense Eunice Artur, formada na ESAD, está a participar na Bienal Internacional do Linho de Portneuf, no Québec (Canadá) sendo uma das duas autoras portuguesas que participam naquele evento.

A obra desta autora local, de 36 anos, designa-se “Tudo era já depois como foi antes” e pode ser vista na exposição da bienal até Outubro no Museu/Galeria de Arte em Deschambault, no Quebec.
“A minha escultura exprime o encontro entre dois pontos numa viagem”, disse à Gazeta das Caldas, acrescentando que usou como matérias-primas a agave (planta) e o linho (raiz). Eunice Artur afirmou que as linhas, os fios e o gesto humano estão presentes nesta proposta artística “que se transforma e regista a passagem do tempo, que se faz circundar do espectador”. Na sua opinião, é entre estes fios e planos finos de celulose que “vive a memória individual e colectiva”.​
Eunice Artur (1981) é licenciada em Artes Plásticas pela ESAD e está a finalizar o mestrado em Criação Artística Contemporânea na Universidade de Aveiro. Tem participado em exposições colectivas e individuais. O seu trabalho e pesquisa passa pela fotografia, som, desenho, vídeo, escultura, instalação e a performance.