Cerâmica e Vidro do Cencal para conhecer no Museu da Cerâmica

0
707
Gazeta das Caldas

1-gentepecas“Cencal 2014-2015 Cerâmica e Vidro” é como se designa a exposição, inaugurada a 8 de Outubro, no Museu de Cerâmica. A abertura da mostra foi muito participada, sobretudo por quem frequentou as acções de formação, não só nas Caldas como noutros espaços desta entidade, em Alcobaça e na Marinha Grande.
Da exposição fazem parte peças de cerâmica (funcionais e decorativas) e de vidro (decorativas) da autoria dos formandos que frequentaram o centro de formação caldense no último ano.
Segundo a sua directora, Ana Bica, o Museu de Cerâmica é “um local emblemático pelo que é importante manter esta mostra anual a par de outras formas de divulgação”.
Ana Bica diz que se optou por não etiquetar as peças com o nome dos respectivos autores para “não deixar de fora nenhum formando, já que é impossível expor uma peça de cada um, ou mesmo de cada acção”, explicou a responsável.
“Cencal 2014-2015 Cerâmica e Vidro” é também acompanhada por um vídeo que mostra o processo de fabrico das obras.
Ana Bica explicou ainda à Gazeta das Caldas que o centro de formação pretende expandir a sua actividade em Alcobaça e como tal já possui um novo espaço que vai permitir “a execução de cursos de pintura e modelação cerâmica, assim como a montagem de um pequeno laboratório de apoio à formação”.
A responsável afirmou que está a ser ultimado o plano de formação para 2016 e este será disponibilizado ao público ainda no decorrer deste mês.
Carlos Coutinho, director dos museus Malhoa, da Cerâmica e Nazaré, salientou o facto do centro de formação ter pensado em todo o design das peças que servem de apoio à apresentação das obras que contribuiu para o resultado final. Destacou a complementaridade que o vídeo permite pois dá a oportunidade ao visitante “de conhecer um pouco mais sobre o processo, desde a origem da matéria até ao produto final”.
O responsável destacou também a presença das obras em vidro, desenvolvidas nas instalações do Cencal na Marinha Grande. As propostas são variadas e o seu carácter de transparência contrasta com a opacidade da cerâmica e como tal “apelam a outras sensações”, disse.
Carlos Coutinho referiu também que a parceria entre as instituições está consolidada e a prova é que está em vigor um protocolo que permite que os formandos do Cencal façam os seus estágios nos museus das Caldas e de Nazaré.
“Cencal 2014-2015 Cerâmica e Vidro” vai estar patente até 8 de Novembro. Segundo Carlos Coutinho, no Museu de Cerâmica seguem-se uma exposição de autor, de Umbelina Barros, e depois uma de presépios que vai assinalar a época natalícia.