Domar o Fogo regressa no fim de semana ao Centro de Artes

0
464
A estreia de “City of Glass” decorreu há duas semanas em Espinho. O novo álbum inspirou-se numa das histórias que integra a Triologia de Nova Iorque de Paul Auster (foto: Monstro Criativo)

No fim de semana, o evento que junta a cerâmica, a cutelaria e a gastronomia volta aos museus municipais

É já nos dias 23 e 24 de março que se vai realizar a segunda edição do evento “Domar o Fogo” que reúne a cerâmica, a cutelaria e a gastronomia do concelho caldense.
Na iniciativa -organizada pela CENTRA – Associação dos Amigos do Centro de Artes, com o apoio da Câmara, – será inaugurada a exposição “Saber Fazer”, promovida DGArtes. Trata-se de uma mostra itinerante que abre no sábado, 23 de março, pelas 15h30, e que terá a primeira apresentação nas Caldas. Também a vão estar presentes as Associações locais: DOCA, Armazém Zero, Lume, Artesãos Nisa, Lombo do Ferreiro e Colectivo 19 que vão trazer peças de autor no sábado, a partir das 12h00.
Na área da cutelaria, no sábado pelas 16h00, vai estar o cuteleiro Paulo Tuna – um dos mentores do projeto – acompanhado pelo escultor e fundidor Renato Franco. Ambos dedicam-se aos processos ancestrais da fundição do aço que serve de base para a criação da lâmina.Fernando Cabral, cuteleiro de origem brasileira e especialista na arte de criar aço damasco.
Na cerâmica, vai estar o oleiro Miguel Neto que vai mostrar os processos ancestrais de cozedura de cerâmica artesanal.
As artes plásticas também marcarão presença, com um apontamento de um artista em residência no Centro de Artes: João Paulo Feliciano: “How to Burn na Electric Guitar” será projectado no jardim. Na gastronomia, vamos aguçar o apetite dos aficionados da boa comida ao lume. Pelas mãos de Edgar Reis, O Traçadinho; Ruben Ferreira, Paulo Santos (Forno do Beco) e Archil Shinjikashvili (Geo Wine & Supra) trazem os tradicionais pratos de fogo às novas tendências vegetarianas e veganas.

O pianista, que vive em Salir do Porto, possui uma carreira nacional e internacional. Daniel Bernardes serão o responsável pela música do próximo filme de João Botelho (foto: Beatriz Candeias Rato)

Os mais pequenos durante a manhã de sábado vão poder pôr mãos à obra, modelar o barro. A 23 de março, pelas 21h00, haverá música de fusão de flamenco, jazz, ritmos latinos e a sonoridade dos Balcãs com a atuação de Flamen4et com Diego El Gavi. No domingo, por volta do meio-dia, Tiago da Neta, vai atuar em conjunto com os alunos do Conservatório das Caldas. Trará música tradicional portuguesa. ■