Edgar Libório anima Avenida 1º de Maio a partir da sua varanda

0
1485
O DJ, que está a aguardar um transplante de medula, vai continuar a fazer os sets | Margarida Araújo

O DJ Edgar Libório mora na Avenida 1º de Maio e tem feito sessões – que incluem ritmos de Acid Jazz, Bossa Nova e de Electrónica – que animam aquela zona central das Caldas. Uma das últimas que fez foi no domingo de Páscoa, para agrado de muitos dos vizinhos. A sessão teve lugar ao fim da tarde e, com a chegada do lusco-fusco, o DJ iluminou a sua mesa de mistura com pequenas lâmpadas, dando um ar festivo à intervenção musical. A primeira sessão que fez foi a partir do interior de casa, isto porque o também fotógrafo está a aguardar um transplante de medula, logo pertence a um grupo de risco.
“Esta semana, 48 horas depois de ter alta de internamento, decidi fazer uma sessão na varanda e transmiti-la pela internet no meu Facebook, para que o DJ Set possa ser ouvido em qualquer lado”, explicou à Gazeta das Caldas.
Este conhecido fotógrafo que, depois de ter trabalhado na Câmara Municipal de Óbidos, está agora ligado à ESAD.CR, acrescentou que, a média de pessoas que habitualmente  ouve os seus DJ sets, através da internet, ronda as seis dezenas. “Contudo, a sessão de Domingo de Páscoa tem mais de 2000 visualizações”, disse o DJ, de 33 anos, que já fez dois sets a partir da sua varanda, usando os sons com que habitualmente animava vários bares caldenses.
Edgar Libório está a aguardar o transplante de medula que, devido à covid-19, foi adiado. “Estou ainda à espera de dador compatível, mas ele chegará em breve, é isso que acredito!”, disse o caldense, acrescentando que nesta altura complicada para todos, há muito menos doações de medula. Segundo Edgar Libório é, no entanto, possível doar em alguns Hospitais de Lisboa, Porto e Coimbra. Segundo o fotógrafo, por causa da pandemia, as acções de recolha programadas para as Caldas também foram canceladas. O DJ Edgar Libório promete continuar a dar música.