ESAD.CR está “virada do avesso” até ao final da semana

0
321
Os finalistas de vários cursos têm as suas propostas em exibição em vários locais da escola

Escola de artes caldense tem a decorrer uma semana aberta onde se inclui mostra de finalistas. Para ver até domingo

Nos últimos dias tem sido grande a azáfama nos vários espaços da ESAD.CR. Arrumam-se materiais, pintam-se salas e vira-se a escola do avesso pois tudo tem que estar pronto para a Semana Aberta. Alunos, professores e funcionários estiveram em roda vida para preparar a Semana Aberta dos 30 anos da escola e que inclui a mostra de finalistas, “Vir a Lume”. Esta reúne os trabalhos dos alunos finalistas de vários graus de formação que se leccionam naquela escola, das licenciaturas e dos mestrados.
“Pela primeira vez estão incluídos também os trabalhos dos TESps”, disseram Carla Cardoso e Lígia Afonso, coordenadoras da mostra que, com Ricardo Pimentel, lideram as atividades para a concretização da mostra que envolve a apresentação de trabalhos de perto de 400 estudantes. Os docentes estão a trabalhar com os alunos da licenciatura de Produção e Programação Cultural (PPC). E depois cada curso tem um docente comissário, que articula com os seus alunos. “Queremos celebrar com a comunidade, abrindo a escola que podem aproveitar para nos conhecer melhor”, disse Lígia Afonso, que ainda acrescentou que as salas de aulas vão estar abertas, permitindo assim conhecer, mais em pormenor, a dinâmica esadiana.

A atividade letiva não vai parar e, por isso, há programação nas próprias aulas. A maioria dos eventos é aberto ao público permitindo assistir a ciclo de filmes, conferências e palestras relacionadas com os mais variados cursos. Já no ano anterior, a própria escola serviu de “galeria” para mostrar os projetos finalistas e por isso grande parte das apresentações decorrerá nos mesmos espaços tendo apenas sido alterados alguns circuitos.
No edifício da biblioteca vai estar o Mestrado de Design de Produto, enquanto que o curso de Teatro irá juntar-se aos restantes nos edifícios principais da escola, com as propostas de Artes Plásticas, Som e Imagem, às dos vários cursos de Design e dos Tesps. A licenciatura de PPC, além de estar a participar na organização da mostra, irá fazer também a apresentação dos seus projetos de tese. E, portanto, “será uma grande festa!”, garantiram as docentes.
O nome “Vir a Lume” foi escolhido pelos próprios alunos. A abertura estava prevista para ontem, 3 de maio, e a mostra permanece até domingo, 7 de maio, entre as 10 e as 18h00. A Semana Aberta vai contar também com a participação do artista brasileiro Jonathas de Andrade. O autor que teve uma mostra individual no MAAT, em Lisboa, e vai estar na ESAD para apresentar uma instalação no espaço Cubículo “Cartazes para o Museu do Homem do Nordeste”, dará uma masterclass na escola de artes e apresentará um filme no Museu de Cerâmica. Esta será uma iniciativa da Cátedra UNESCO, dedicada à Gestão das Artes e da Cultura. A semana vai contar com vários autores de renome que vêm à escola de artes caldenses partilhar saberes em masterclasses, workshops e conferências. Será ainda apresentado o catálogo da exposição de finalistas do ano passado que foi ganha pela aluna Claudia Dinis, que sob a orientação do docente Miguel Macedo. “Tudo é feito em articulação com os alunos, e em âmbito pedagógico”, rematou a docente Lígia Afonso.
Para o diretor da ESAD.CR, João Santos, esta iniciativa é transversal aos vários cursos da escola. “A ideia é oferecer aos estudantes a oportunidade de experimentar modos de fazer, pensar e explorar diferentes daqueles que se encontram na área de conforto dos seus cursos”. Para tal artistas, profissionais da cultura e das empresas “virão partilhar o seu mundo com o nosso”, numa semana “em que a escola se abre ao exterior”. Sobre a mostra, João Santos afirmou que em “Vir a Lume” “trazemos à luz e à sombra, ao calor e à vida, os trabalhos dos estudantes dos últimos anos dos cursos, ainda em processo de transformação, antes daquilo que serão no final do ano letivo”, rematou.■