Eunice Muñoz representou várias peças nas Caldas

0
15

Eunice Muñoz faleceu na sexta-feira, 15 de abril, aos 93 anos, vítima de uma paragem cardiorrespiratória. A atriz subiu várias vezes aos palcos caldenses ao longo da carreira. A última foi no CCC em junho de 2021 ao lado da neta, Lídia Muñoz, para representar “A margem do tempo”, peça com a qual decidiu encerrar a carreira de atriz.
Eunice Muñoz assinalou os 70 anos de carreira nas Caldas, em fevereiro de 2012 para representar “O Cerco a Leninegrado”, de José Sanchis Sinisterra, numa encenação de Celso Cleto.
Durante os anos 1960, a artista foi casada com Ernesto Borges, engenheiro que esteve ligado à fundação da ROL, a antecessora da empresa Schaffler e, por isso, frequentava as Caldas com maior frequência, apesar de viver em Lisboa. A alentejana estreou-se aos 17 anos e representou “Milagre de Ann Sullivan” nas Caldas, no primeiro espetáculo da empresa de Vasco Morgado. A notícia, que incluiu entrevista à Gazeta, está editada a 29 de junho de 1963. ■