Isabel Ricardo tem novo livro e outros traduzidos

0
459
Autora tem 36 obras publicadas e várias histórias passam-se na região Oeste

Escritora da Nazaré lançou livro infantil “Dragão Trapalhão” e tem outros traduzidos em várias línguas

Quando o casal de rouxinóis – Amália e Pavaroti – encontraram um grande ovo perdido na floresta, não hesitaram em adotá-lo. ”Só não faziam ideia de que era um ovo de dragão!”, disse Isabel Ricardo, a autora do novo livro “Dragão Trapalhão” sobre o início da sua nova história infantil, que foi ilustrada por Zeca Cintra e que tem chancela da Minotauro.
O casal de pássaros não hesitou em adotar o pequeno dragão, mesmo que o seu filho adotivo seja radicalmente diferente dos seus filhos biológicos.
“Lorenzo é gentil, mas é grande e desastrado e mete-se nas maiores trapalhadas ao tentar imitar os pais”, revelou a escritora que vive na Nazaré, acrescentando que o jovem dragão desta sua nova obra está à procura do seu lugar no mundo. “Esta é também uma história sobre a adoção e sobre ser diferente”, acrescentou a autora que já soma 36 obras publicadas. O seu “Dragão Trapalhão” já está à venda nas livrarias de todo o país e a autora está convencida que vai conquistar miúdos e graúdos.
Recentemente, Isabel Ricardo lançou “Os Aventureiros e os Piratas da Falésia” uma obra que a autora situou entre Vila do Bispo e Sagres e que até inclui aventuras no festival internacional de observação de aves, algo que é conhecido em todo o mundo.
“Foi muito bom juntar o útil ao agradável dado que ainda não tinha escrito nenhuma aventura no Algarve”, disse a autora que já tem três das suas obras traduzidas: “The Ghost of the Torn Underpants” (O Fantasma das Cuecas Rotas), “The Adventurers and the Treasure Cave” (Os Aventureiros na Gruta do Tesouro) e “The Quest for the Lost Map” (Em Busca do Mapa Perdido) e que também marcaram presença na Feira do Livro Infantil de Bolonha, que decorreu entre os dias 14 a 17 de junho. “Foi algo que me alegrou imenso”, contou a autora que tem ainda o apoio da DGLAB e do Instituto Camões para a tradução.
Além de ter estas obras publicadas pela Underline Publishing, a mesma editora americana pediu-lhe para traduzir dois dos seus livros também em espanhol e francês, o que muito orgulha a escritora da Nazaré que se dedica aos seus livros desde 1998.

Algumas das obras da escritora da Nazaré chegam agora a leitores de vários países

“Tenho 30 livros para crianças e jovens e seis romances históricos para adultos”, disse a autora que gosta do contato direto com os seus leitores de todas as idades.
É frequente encontrá-la em sessões de promoção da leitura em escolas ou bibliotecas. Na sua coleção os Aventureiros há vários que decorrem na região: o primeiro na Nazaré, o segundo nos Mosteiros da Batalha e de Alcobaça. No terceiro volume há referências a Óbidos e às Caldas ao passo que no quarto volume surge uma aventura na Lourinhã, Peniche, sem esquecer as Berlengas e as Selvagens.