Júri do World Press Cartoon já reuniu no CCC

0
828
Os cartoonistas foram recebidos pelo executivo camarário na passada segunda-feira - Natacha Narcisa

Caldas da Rainha vai receber pelo segundo ano consecutivo o grande evento anual do desenho de humor na imprensa internacional, o World Press Cartoon. Trata-se da 13ª edição de um salão de projecção global que todos os anos selecciona e premeia os melhores cartoons publicados nos jornais e revistas  de todo o mundo. Concorreram 600 trabalhos que foram avaliados por um júri presidido pelo cartoonista António Antunes e que inclui o sírio Saad Hajo, o francês Robert Rousso, a venezuelana Rayma Suprani e o grego Michael Kountouris.

 

 

Há 600 desenhos que foram avaliados pelo júri do World Press Cartoon (WPC), que este ano vai voltar a realizar-se nas Caldas.
Os finalistas para os ‘óscares’ da caricatura e da crítica social foram selecionados durante o passado fim de semana. Cerca de metade serão escolhidos para integrar a exposição do WPC que poderá ser vista no CCC entre os dias 2 de Junho e 29 de Julho.
Entre os candidatos há cerca de uma dezena de portugueses, um deles a trabalhar em França.
O júri desta edição é constituído pelos cartoonistas Rayma Suprani, uma autora venezuelana exilada nos EUA, Michael Kountouris, que vem da Grécia, Robert Rousso, de França, e Saad Hajo, artista sírio radicado na Suécia. Preside aos trabalhos o director do salão, o cartoonista português António Antunes, que trabalha no Expresso. Os cartoonistas estiveram reunidos na segunda e terça-feira, dias 26 e 27 de Fevereiro, e entre os 600 desenhos tiveram que encontrar o vencedor do Grand Prix de 2018, bem como dos restantes premiados nas três categorias do evento: caricatura, desenho de humor e cartoon editorial.
No concurso deste ano estão representados 227 jornais ou revistas, publicados em 54 países. O anúncio dos prémios terá lugar no grande auditório do CCC no próximo dia 2 de Junho, num espectáculo de música e humor que deverá contar com a presença de todos os autores premiados.
No mesmo dia será inaugurada a exposição World Press Cartoon. António Antunes informou que a Euronews irá fazer a cobertura da iniciativa, levando a que as Caldas “seja mencionada para um universo de 600 milhões de pessoas que falam 13 línguas”. O responsável quer consolidar a relação com as Caldas da Rainha e pensa em realizar mais iniciativas para além do WPC.
Os elementos do júri foram recebidos pelo presidente da Câmara, Tinta Ferreira, que considera que o evento “reúne os mais reconhecidos caricaturistas do mundo”. Contribui para a afirmação das Caldas “como a capital da caricatura” dada a reconhecida “histórica ligação ao humor e à caricatura de Rafael Bordalo Pinheiro”. acrescentou.
O evento custa 180 mil euros, financiados pela Câmara das Caldas.

 

 

O grupo de cartoonistas que integra o júri deste ano: António, o sírio Saad Hajo, o francês Robert Rousso (ao centro), a venezuelana Rayma Suprani e o grego Michael Kountouris  - Natacha Narciso
O grupo de cartoonistas que integra o júri deste ano: António, o sírio Saad Hajo, o francês Robert Rousso (ao centro), a venezuelana Rayma Suprani e o grego Michael Kountouris – Natacha Narciso