Laborinho Lúcio lança novo livro com memórias e reflexões

0
487

“A Vida na Selva” é o novo livro do autor da Nazaré que reúne textos que formam uma “biografia oculta”

 “A Vida na Selva”, o novo livro de Álvaro Laborinho Lúcio, foi lançado no Festival Correntes de Escrita, na Póvoa do Varzim, a 24 de fevereiro. Trata-se de uma viagem às memórias e histórias deste autor, natural da Nazaré e que se confundem entre lembranças de infância e palestras proferidas já como escritor.  “Não se trata de um livro de dispersos”, disse o autor à Gazeta das Caldas, explicando ainda que reuniu textos seus, uns publicados, outros por publicar e “fiz deles personagens de uma história”. Dividem-se pois em quatro tempos: de nascer, voar, lutar e de partir. Ao longo destes capítulos “dou a conhecer notas sobre o meu pensamento, estórias de vida, pequenas crónicas, com memórias e contos, que dialogam entre si. Assim, todos acabam por formar um perfil de vida que “eu designaria por biografia oculta”.
A obra que agora lança é “um livro otimista de alguém que já foi mais!”.

A mensagem desta obra acaba por ser de que todos nós temos um caminho a fazer e com esta “A Vida na Selva “dou a conhecer como foi o meu, o que me aconteceu e o que eu fiz acontecer”.

No prefácio desta obra, o autor alerta para o facto de haver um instrumento fundamental para a nossa sobrevivência e “que é a palavra” e um posfácio que “é uma espécie de saída do espetáculo em que estamos todos em grupo e percebemos que é na comunidade que vale a pena cada um de nós ser um indivíduo”, acrescentou. O título tem dois significados: um, literal quando o autor escreveu uma redação assim designada, uma outra relacionada com o contexto em que hoje vivemos. “Precisamos de deixar o comodismo e estar ativos para nos batermos pela construção de uma vida significativa e decidir o nosso destino e o nosso futuro”, rematou. Depois de Lisboa, “A Vida na Selva# será dada a conhecer no Porto e em Coimbra, a 5 e 7 de março. ■