Paula Nobre mostra espaços familiares no Centro de Artes

0
667
Amigos e familiares da artista reuniram-se na mostra que a autora gostaria que fosse vista noutros lugares

Paula Nobre captou o espaço de intimidade de várias casas, onde se fazem refeições. O resultado está patente no Espaço Concas

“Toalha de Mesa” é a mostra de Paula Nobre que abriu ao público a 9 de setembro no Centro de Artes.
Foi uma inauguração muito participada, que contou com a presença do presidente da Câmara, Vítor Marques, e da vereadora da Cultura, Conceição Henriques. Não faltaram dezenas de familiares, amigos e colegas da artista plástica caldense que é também docente de artes. Foi também um espaço de reencontros e de convívio entre quem não se via há algum tempo.
A mostra apresenta uma série de retratos de família – fotografias a preto e branco, de longa exposição, captadas por uma caixa pinhole (buraco de agulha), construída e intitulada Caixa Viajante. “Há muito que eu tinha a ideia de trabalhar os espaços domésticos de quotidiano e de reunião familiar”, disse a autora, que convidou 24 famílias a participar neste projeto para o qual foram selecionadas 16 imagens. Em cada sala de refeições de famílias caldenses e obidenses foi colocada uma pinhole que captou o retrato. Nas imagens, sobretudo objetos de decoração, além de mesas e de cadeiras, mas a presença humana é muito reduzida, sem definição, quase como se as pessoas fossem apenas sombras.

Paula Nobre tem forte ligação ao Centro de Artes onde começou a ESAD.CR

“Este é um trabalho em progresso pois estou a continuar a fotografar espaços de refeição em casas em Lisboa”, contou a artista, interessada em estender esta “Toalha de Mesa” até internacionalmente. Nas Caldas está presente a primeira etapa deste ambicioso projeto pois a autora gostaria de reunir neste seu trabalho de investigação “todas as casas do mundo!”.
Para Paula Nobre é importante mostrar este seu trabalho no Centro de Artes, espaço que acolheu nos seus pavilhões o início da ESAD.CR, escola onde se formou. Foi pela mão do escultor Antonino Mendes que, com o escultor Renato Franco, deu cursos de artes plásticas nos ateliers-museu. Como coordenadora de cursos artísticos já tinha regressado várias vezes aos espaços do Centro de Artes para apresentar mostras coletivas dos seus formandos.
A mostra “Toalha de Mesa”- que conta com um texto de apoio da antropóloga Teresa Perdigão-, revela “uma grande maturidade da artista”, disse José Antunes, o diretor do Centro de Artes, que foi também um dos participantes deste projeto que, segundo a artista, além de colaborativo – pois são as famílias que se autorretratam – quer também ser itinerante. Segundo o mesmo responsável, segue-se a apresentação de Ivo Andrade, artista que também se formou na ESAD e que vive nas Caldas. O autor formou-se posteriormente em Arquitetura Paisagística, juntando assim a escologia ao seu trabalho artístico.
“Vamos intercalando autores consagrados com outros de caráter mais experimental”, rematou. Para a vereadora da Cultura, Conceição Henriques, “fiquei rendida com a exposição… Esta podia ser apresentada em qualquer sala de um grande centro urbano”.
A mostra de Paula Nobre vai estar patente até ao dia 15 de outubro e incluirá visitas guiadas e a realização de oficinas de pinhole para jovens de nível secundário, entre os 15 e os 18 anos. Decorrerão nos sábados 23 de setembro e 14 de outubro, entre as 10h00 e as 13h00. As inscrições podem ser feitas através do telefone 262840540.■