Peça caldense em exposição no Chiado

0
682

Abriu ao público no Museu de Arte Contemporânea, no Chiado, em Lisboa, a exposição “Dilema de ser e parecer – O Retrato na pintura, fotografia e escultura (1850-1916)”. Nesta mostra, que tem como curadoras Maria de Aires Silveira e Emília Tavares, está patente o gomil Taborda da coleção de cerâmica do caldense João Maria Ferreira.
Segundo uma das curadoras da exposição, Maria de Aires Silveira, o Gomil Taborda, datado de 1899, é uma peça de Rafael Bordalo Pinheiro, dedicada “Ao Grande ator Taborda” e que “salienta a importância e popularidade deste artista, assim como a sensibilidade de um grande colecionador das Caldas da Rainha, João Maria Ferreira”. Este último possui uma notável coleção de cerâmica referente a vários períodos e autores que trabalharam neste centro cerâmico.
A peça apresenta-se na exposição do Museu Nacional de Arte Contemporânea, e “sublinha o diálogo estabelecido entre estas categorias artísticas e valoriza a temática do retrato, a partir do património cerâmico caldense”, acrescentou a responsável.
A exposição está patente até 18 de Abril de 2021 no Museu de Arte Contemporânea, ao Chiado e que fica na Rua Serpa Pinto nº 4/Rua Capelo 13, em Lisboa.