Peça original de Filipe de Moura estreia na Benedita

0
361

O Centro Cultural Gonçalves Sapinho acolhe no próximo dia 31 de Março, sábado, a estreia da peça Alta Tensão. Trata-se de um original de Filipe de Moura, o tenor natural do Vimeiro (Alcobaça), onde um casal a viver uma crise matrimonial e um par de adolescentes apaixonados dão vida a uma história onde “a poesia e as novas tecnologias estão no centro da dialética humana como processo de transformação”, explica o autor, que assume também a encenação do espectáculo.
À representação junta-se a dança como expressão das emoções das personagens, numa coreografia de Eduarda Soeiro. “Esta é uma forma muito completa e atractiva de contar uma história, onde o diálogo, poesia, música, coreografia e cor têm a capacidade de trazer o espectador para o centro da história”, acrescenta o responsável pelo espectáculo.
Alta Tensão põe em palco António Alves, Sara Estrela, Diogo Barros e Carolina Vicente, que participaram numa formação dada recentemente por Filipe de Moura na Benedita. Talentos para conhecer às 21h15, com bilhetes a cinco euros por pessoa, um preço que desce para os quatro euros para grupos a partir de cinco pessoas.

J.F.