Professor da ESAD vence Urso de Ouro para melhor curta-metragem

0
451

João Salaviza, docente da ESAD, venceu a 18 de Fevereiro de 2012, o Urso de Ouro na 62ª Edição da Berlinale – Festival de Cinema de Berlim com a curta-metragem Rafa.
Rafa é uma curta-metragem sobre um rapaz de 13 anos da Margem Sul que vai a Lisboa à procura da mãe, detida numa esquadra da polícia por conduzir sem carta.
O realizador, de 27 anos, já tem uma série de distinções. Em 2009, com o seu filme “Arena”, recebeu a Palma de Ouro do festival de Cannes na secção de curtas-metragens. Na altura foi a única película portuguesa presente na 62º edição daquele importante festival.
Ganhou também o Grande Prémio Take One do Festival de Vila do Conde de 2005 pelo filme “Duas pessoas”. No mesmo ano este filme foi ainda distinguido com o Prémio de Melhor Realização, atribuído no Festival de Curtas-Metragens de Oeiras. No ano seguinte, a mesma obra recebeu o Prémio de Melhor Ficção Hyperion de Budapeste.
João Salaviza já tinha sido notícia na Gazeta das Caldas pois logo após ter sido distinguido com a Palma de Ouro de Cannes, encontrava-se a rodar na zona da Lagoa de Óbidos uma curta metragem com alunos da escola de artes caldense. Leccionava já a cadeira de Linguagens Cinematográficas no Mestrado de Teatro e contava ao nosso jornal que aquele trabalho era “uma espécie de esboço onde os alunos podiam perceber como se organiza a rodagem de um filme do ponto de vista técnico e, ao mesmo tempo, terem a possibilidade de trabalhar como actores para cinema”.
O também docente do Mestrado de Teatro da ESAD está envolvido agora num novo projecto designado “O Roubo”, que inclui uma compilação dos textos produzidos pelos seus alunos na cadeira de Práticas de Escritas para Teatro, bem como um filme realizado, igualmente, com os seus mestrandos.

N.N.