António Morgado é vice-campeão do mundo em sub23

0
711

O ciclista caldense António Morgado foi ontem consagrado como vice-campeão do mundo na prova de fundo sub23. Depois de, no último ano, ter sido vice-campeão mundial de juniores, o ciclista natural de Salir do Porto, volta a obter um grande resultado, agora no primeiro ano como sub23.

A vitória na tirada, com 168,4 quilómetros, ficou para Axel Laurance, da França, com menos dois segundos que o português. Numa corrida em que a fuga parecia ir vingar, António Morgado leu a corrida. “Percebi que a fuga possivelmente ia ganhar se não saíssemos do pelotão. Apercebi-me da movimentação do corredor da Eslováquia, que me parecia o mais forte de todos, e fui com ele, porque sabia que só indo num grupo pequeno seria possível discutir a corrida. Falhei dois abastecimentos e ia cheio de câibras na última volta. É um grande resultado para o primeiro ano, estou super feliz, mas gostava de ter conseguido a medalha de ouro”, referiu o ciclista, citado pela UVP – Federação Portuguesa de Ciclismo.

O selecionador nacional, José Poeira nota que “numa corrida perigosa como esta, sabemos sempre como começa, mas nunca como acaba. Mas sabíamos que se não tivesse nenhum azar o António Morgado poderia estar na discussão das medalhas. O nível era muito alto, com atletas mais experientes do que ele, mas o percurso assentava-lhe bem. Foi à procura do resultado e mostrou o valor que tem. Para mim é o sub-23 mais forte do mundo neste momento. Foi pena o corredor francês isolar-se e não haver grande colaboração atrás. Com outra colaboração, poderia ter sido campeão mundial. Não foi hoje, mas um dia vai ser campeão do Mundo”, prevê.

Entre as várias felicitações, o salirense recebeu os parabéns do presidente da Assembleia da República, Augusto Santos Silva.