Final do jogo marcou diferença exagerada

0
515

FUTSAL-CAMPEONATO NACIONAL DA III DIVISÃO

Pavilhão da Mata, Caldas da Rainha

Árbitros: Hélio Rabasqueira e Cláudio Costa, do CA de Castelo Branco

Caldas                    4

Xalinho, Rudi Neves, Ivo Freire, João Albuquerque, Telmo Bernardino “cap”, Loja, Diogo Tavares, Patolas, Marco Oliveira, Padinha

Treinador: Gabriel Fernandes

Ereira e Benfica     8

Kaká, Ivan, Fonseca “cap”, Miguel Ângelo, Luisinho, Paiva, Nucas, Dela, Inverno, Mingo, Giló, Tui

Treinador: Manuel Jorge

Ao intervalo: 2-2

Marcadores: Telmo Bernardino (10’) e Loja (17’, 25’ e 29’); Nucas (1’, 27’ e 39’), Tui (11’ e 26’), Giló (34’) e Miguel Ângelo (38’ e 38’)

O Caldas recebeu o Ereira e Benfica, num jogo de duplo interesse. Não só esta é uma equipa assumidamente candidata à subida de divisão, como traz nas fileiras três figuras bem conhecidas do Caldas, o treinador Manuel Jorge, antigo técnico do Caldas, o adjunto Cláudio Silva e o dirigente Fernando Silva, que durante vários anos representaram o clube alvinegro. O jogo foi muito disputado, com intensidade e incerteza no marcador… até à parte final, onde os visitantes partiram para um resultado folgado depois de regressarem à vantagem.

Joel Ribeiro

jribeiro@gazetadascaldas.pt

Mais informações em Gazeta das Caldas impressa