Futebol: Caldas B venceu na apresentação e estreia absoluta da equipa da Areco

0
534
As duas equipas juntas no final da partida

Alvinegros vencem por 5-0 e ficam com primeira edição do troféu

O Caldas B conquistou a primeira edição da Taça Fernando Rodrigues, troféu que a Areco criou este ano para homenagear o sócio benemérito da associação, que doou os terrenos onde a associação tem a sede e o antigo campo de futebol. A equipa secundária dos pelicanos venceu a Areco por cinco golos sem resposta.
O encontro serviu de apresentação da novel equipa da Areco e da Escola de Futebol Vítor Sousa, que à 20ª temporada de projeto conjunto lança a equipa sénior na 1ª Divisão distrital da AF Leiria.
O derby com o Caldas B, que compete na Divisão de Honra, foi um bom treino para ambos os conjuntos. A Areco apresentou-se com um misto de jogadores experientes, muitos deles com passagem também no Caldas, quer na formação, quer na equipa principal, com outros formados na Areco.
O Caldas B já vencia ao intervalo por 2-0, golos de Gonçalo Duarte e Ivo Nabais. E na segunda parte adicionou mais três à conta, por Lourenço Ferreira, Francisco Madeira e João Pereira.
José Simões, treinador da Areco, manifestou-se satisfeito com o grupo que o clube conseguiu reunir. “Como treinador estou feliz e honrado de ter esta gente aqui a trabalhar, tenho um misto de experiência e muita juventude e tenho a certeza que vamos fazer um excelente campeonato”, afirmou. O técnico desvaloriza o resultado pelo valor do adversário, “que fez uma boa demonstração do trabalho que está também a fazer”. Quanto às ambições da equipa para a nova época, “queremos pegar nesta matéria-prima e fazê-la crescer, como o futebol da Areco tem crescido, com muita ambição, trabalho e dedicação”.
Do lado do Caldas B, o técnico João Nuno Aguiar também desvalorizou o resultado. “Era um jogo de preparação e foi uma festa bonita. Vencemos, trabalhámos bem depois de semanas mais complicadas com jogadores lesionados”, salientou. O técnico realça que a equipa tem um plantel mais curto, mas “com o objetivo que tem que ser a ligação com a equipa A. Os jogadores têm que ter ambição de lá chegar e sabem que a equipa técnica está a segui-los e, sempre que for preciso, eles vão estar prontos para ajudar”.
Com um plantel jovem numa divisão muito competitiva, João Nuno Aguiar diz que o objetivo é a manutenção, mas deixou um desafio aos jogadores. “Gostava de chegar à final da Taça da AF Leiria. Trabalhei com 85% destes jogadores nos juniores, sei o valor que têm, o que trabalham e tenho a certeza que as coisas vão correr bem”, sintetizou. ■