Liga 3: Caldas entra na fase de manutenção a ganhar

0
300
O primeiro jogo da fase de manutenção foi repartido. Foto: FPF

O Caldas entrou a ganhar na fase de manutenção da Liga 3, com Lucas Villela a bisar num jogo em que foi o calcanhar de Pepo que mais brilhou. Os pelicanos bateram o 1º Dezembro por 2-1.

O Caldas adiantou-se no marcador a fechar uma primeira parte de futebol pobre. Prometeu o pelicano, com uma jogada de Farinha pelo corredor esquerdo, corte incompleto a deixar a bola a jeito do remate pronto de Pepo à barra.

Pouco mais fez a nível ofensivo o Caldas na primeira parte. O 1º Dezembro ocupava bem os espaços a meio campo, manter a posse de bola e obrigar o Caldas a trocá-la longe da zona de perigo.

Com menos bola do que o habitual, os pelicanos mantinham-se organizados defensivamente e à espreita de oportunidades que pudessem surgir.

À passagem da meia hora, já com Villela em campo no lugar de Henrique Henriques, que saiu com uma lesão muscular, um contra-ataque com sotaque adocicado quase deu golo. Leandro Borges lançou Villela e este tocou a isolar Pepo, que permitiu a defesa de Diogo Almeida.

Foi já nos descontos que o Caldas chegou à vantagem. Pepo soltou da imaginação, de calcanhar abriu para André Perre, este cruzou como bem sabe para Tarzan ao segundo poste, o avançado amortecei para Lucas Villela que na rotação, atirou a contar.

O Caldas estava na frente com grande eficácia, numa das primeiras partes de menor fulgor ofensivo da época, mas com grande eficácia no aproveitamento de oportunidades. E a abrir a segunda parte reforçava a vantagem, a aproveitar as carências de jogo da equipa de São Pedro de Sintra. Yordy recuperou uma bola bem no meio campo ofensivo, deu a Pepo no corredor central e o camisola 5, de primeira, isolou Villela novamente de calcanhar e o avançado brasileiro não perdoou. Dois golos para o Caldas em três remates enquadrados.

Os números não progrediram muito mais. O Caldas continuou firme no seu bloco defensivo, com Militão e Leandro a marcarem essa firmeza de um bloco que só se abriu no último dos muitos pontapés de canto que o 1º Dezembro beneficiou. O central Tiago Simões reduziu para os visitantes.

O Caldas mantém, assim, o segundo lugar do grupo, com 8 pontos, menos 1 que o Sporting B.

Antes da partida, o clube homenageou com o prémio Puro Destaque, da Liga 3, o mítico adepto Américo Barros e a claque Sector 1916.

Miguel Lacerda, do Sector 1916, e Américo Barros com os prémios entregues pelo presidente do clube, Jorge Reis. Foto: FPF