Rodrigo Amaro é o novo presidente do Caldas

0
862
Os corpos sociais do Caldas eleitos na assembleia de 26 de abril

Rodrigo Amaro foi eleito presidente do Caldas SC numa assembleia eleitoral que juntou 263 sócios no auditório dos Pimpões. O candidato acabou por concorrer sozinho e foi eleito com 78,7% dos votos. Jorge Varela e Jaime Feijão mantêm-se na presidência da Assembleia Geral e do Conselho Fiscal.

A expectativa de haver múltiplas listas a votos não se concretizou. José Carlos Gonçalves, que tinha demonstrado disponibilidade para se candidatar e apresentou as linhas gerais do seu programa numa entrevista publicada na edição de 25 de abril da Gazeta das Caldas, acabou por não avançar. Numa nota enviada à Gazeta das Caldas, José Carlos Gonçalves justificou não ter oficializado a candidatura “devido a apenas ter tido acesso a parte da documentação no dia da assembleia, sendo impossível para qualquer candidato analisar aprofundadamente a realidade do clube”, o que inviabilizou a hipótese de se juntar a Rodrigo Amaro na corrida à presidência do Caldas.

José Carlos Gonçalves deu os parabéns à nova direção e ao seu líder e manifestou o desejo de que “consiga com a sua equipa levar o nosso Caldas a uma campanha desportiva de sucesso e tranquilidade diretiva”.

Antes da votação, Rodrigo Amaro apresentou aos sócios a sua lista e as linhas gerais do programa para os seus dois anos de mandato. A equipa é composta por Bruno Francisco como adjunto de presidente e com os vices João Horta (administrativo e jurídico), Pedro Almeida (corporate), Cláudia Marques (sócios e adeptos), Bárbara Pereira (comunicação), Joaquim Martins (operações), Romeu Paulo (financeiro), Telmo Bernardino (futebol sénior), Fernando Timóteo (formação) e António Sancheira (infraestruturas), que é o único elemento que transita da direção anterior.

Para o Conselho Fiscal foram eleitos Jaime Feijão como presidente, Rui Lourenço como secretário, Paulo Silva como relator e Telmo Almeida como suplente. A Mesa da Assembleia Geral, numa candidatura independente, mantém-se inalterada, com Jorge Varela a presidente, Rita Moiteiro como vice-presidente, Fernando Clérigo como secretário e Sónia Casimira a suplente.

No discurso de vitória, Rodrigo Amaro agradeceu o “voto de confiança”. “Espero estar à altura das expectativas deste voto de confiança, eu e a minha equipa. É uma equipa de pessoas para as pessoas, queremos contar com todos os sócios, adeptos, todos os que gostam do Caldas”, disse, acrescentando que dele podem esperar “muito trabalho, muita dedicação”.

Antes do ato eleitoral, o presidente cessante Jorge Reis falou da honra de ter servido o clube durante mais de 20 anos e deixou agradecimentos a todos os elementos dos corpos sociais com quem partilhou funções. Agradeceu também aos jogadores nas pessoas dos capitães Militão e André Simões, e aos técnicos na pessoa de José Vala.

Jorge Reis lembrou que ainda estará em funções no jogo deste domingo, a tomada de posse dos novos corpos gerentes do clube será na terça-feira, e lembrou da importância desse jogo no objetivo de manutenção do Caldas na Liga 3, apelando à presença de todos os sócios e adeptos do pelicano.

Jorge Varela, presidente da AG, deixou também “um agradecimento para quem vai sair e para quem mostrou disponibilidade para avançar”.

 

*Atualizado às 15h37 com declarações de José Carlos Gonçalves