Ultra trail: Caldenses destacam-se nos Pirinéus e nos Alpes

0
565
Guilherme Lourenço, ao centro, com a sua equipa no Grand Raid des Pyrénées

Guilherme Lourenço venceu o Grand Raid des Pyrénées. Joana Gonçalves foi 100ª no Ultra Trail Mont-Blanc

O ultra trail é uma das mais duras competições do mundo, que só terá par com os triatlos da categoria iron man, e há dois caldenses que se destacaram nas últimas semanas nesta exigente disciplina. Guilherme Lourenço, das Relvas, venceu o Grand Raid des Pyrénées, no final de agosto. Já no dia 1 de setembro, a caldense Joana Gonçalves completou a categoria CCC do Utra Trail Mont-Blanc.
Guilherme Lourenço, que compete pelo Centro Recreativo Popular da Ribafria, foi o grande vencedor da exigente prova realizada nos Pirinéus e o único atleta a concluir os 166 quilómetros de prova, com cerca de 10 quilómetros de desnível positivo, com um tempo abaixo das 24 horas. O caldense completou o percurso em 23h54m16s e foi, assim, o primeiro a cortar a meta após um dia inteiro de uma prova em que mediu forças, e resistência, com o francês Matthieu Durand, que chegou passados 23m36, gastando 24h17h52 a completar o percurso.
“Sabia que podia fazer um bom resultado, mas não pensava ganhar”, disse o atleta depois de terminar a prova. “Tentei gerir a minha prova, ir com calma e correu bem, fiz um bom percurso”, continuou.

Joana Gonçalves participou na sua primeira prova acima dos 100 quilómetros, no Monte Branco

A prova decorreu com condições climatéricas difíceis, com o calor a tornar mais complicados os percursos realizados durante o dia. “De noite estava bom para correr, mas quando estava a chegar ao fim caiu uma trovada e foi como que uma redenção”, acrescentou.
Quando Guilherme Lourenço chegou à meta, em primeiro lugar, tinha uma multidão para o aplaudir. “Foi excelente, não esperava tanta gente. Foi um momento único que fica na memória”, conclui.
A vitória nesta prova garantiu já a presença no Grand Raid de la Réunion, na Ilha da Reunião, também conhecido como Diagonale des Fous, que se vai realizar de 19 a 22 de outubro, com 162 quilómetros de extensão e mais de 9600 metros de desnível positivo.
No dia 1 de setembro, a caldense Joana Gonçalves, que também se tem destacado nesta modalidade ao serviço do Atlético Clube de São Mamede, deslocou-se aos Alpes para participar na versão CCC do Ultra trail Mont-blanc, naquela que foi a sua primeira prova acima dos 100 quilómetros, com mais de 6 quilómetros de desnível positivo.
Numa prova “muito dura”, como descreveu no seu diário de prova, terminou a fechar o top 100 feminino, entre 317 participantes, com o tempo de 19h32m52. “Estive longe de fazer a prova que queria e com que sonhei… mas acho que estas coisas são mesmo assim, 99% das vezes não corre como planeamos”, comentou nas suas redes sociais. ■