Politécnico de Leiria – o melhor do país, o patinho feio do governo

0
587

O Conselho Coordenador dos Institutos Politécnicos promoveu o estudo “O impacto económico dos institutos superiores politécnicos em Portugal”, onde procurou apreciar a importância e a repercussão que os Institutos Politécnicos têm nos territórios onde estão inseridos, designadamente ao nível socioeconómico.
O Instituto Politécnico de Leiria (IPL) assume a posição dianteira em praticamente todos os critérios avaliados, podendo-se concluir que globalmente está entre os melhores do país, senão o melhor do país, de acordo com os critérios aqui apreciados.
Destacam-se os seguintes dados:
– a atividade económica gerada pelo IPL é de 129 milhões de euros, o que representa 4,16% do PIB da região;
– o IPL é o Politécnico que, neste estudo, tem mais estudantes, mais docentes, mais funcionários e um maior efeito multiplicador de empregos;
– o IPL é o que apresenta maior impacto total no PIB;
– é o que gera maior atividade económica;
– é o que apresenta os maiores índices de população ativa.
Ora, estes dados (positivos) são ainda mais surpreendentes quando, ao invés, há um dado que não pode ser ignorado: o IPL é o segundo Politécnico com menor investimento público por aluno!
Assim, a JSD Distrital de Leiria congratula o IPL pelos excelentes resultados que obteve neste estudo, que vêm consolidar o inegável percurso e imagem positiva que tem construído no contexto regional, nacional e internacional.
Mas a JSD Distrital de Leiria não pode deixar de lamentar que o Governo continue a não valorizar o IPL e a região de Leiria. Porém, mesmo contra a vontade do governo, mesmo que o IPL seja o patinho feio para o governo, cada vez subsistem menos dúvidas que IPL é o melhor Politécnico do país.

JSD de Leiria