Abriu a Tasca do Bairro em São Cristóvão

0
1545
Luís Correia e Paulo Sousa conheceram-se à porta da escola onde os filhos estudam e formaram sociedade para abrir a Tasca do Bairro

Abriu recentemente a Tasca do Bairro em São Cristóvão (Caldas da Rainha). O restaurante aposta em serviço de diárias ao almoço e jantares à carta às sextas-feiras e sábados.

O espaço, onde funcionou o Ti Paulo e depois o Ricardo 2, é agora explorado por Luís Correia e Paulo Sousa, que curiosamente se conheceram à porta da escola onde ambos têm filhos a estudar. Ambos perceberam que trabalhavam na mesma área e em funções complementares, Luís Correia como chef de cozinha, Paulo Sousa ao nível do serviço.
Os dois tinham já muitos anos de serviço nos seus locais de trabalho e pretendiam abrir negócios próprios. A ideia surgiu há cerca de um ano e foi posta em prática em Maio deste ano. Como tinham que dar tempo de serviço às anteriores entidades patronais, só em Setembro foi possível abrir a Tasca do Bairro.
O espaço tem decoração inspirada no nome. À entrada encontra-se uma pipa de vinho, para fins decorativos, as luminárias foram produzidas com garrafões antigos que ambos tinham do tempo dos seus avós e nas mesas há pequenos jarros de cerâmica onde estão colocados os talheres.
Em São Cristóvão encontraram um espaço com as condições que procuravam, “num local calmo e com muito estacionamento”, descrevem.
O conceito que pretendem implementar inclui três serviços distintos. Ao almoço o restaurante trabalha com diárias, ao preço de 7,50 euros com tudo incluído menos a sobremesa, ou mais um euro com sobremesa. “Temos sempre uma sopa, dois pratos de peixe e dois de carne, que são diferentes todos os dias”, diz Luís Correia, acrescentando que ao almoço não há serviço à carta.
Ao jantar, o restaurante abre apenas à sexta-feira e ao sábado e trabalha só com serviço à carta. “Queremos marcar a nossa diferença aos jantares, com aposta na matéria prima e na apresentação”, diz Luís Correia.
As entradas defendem a tradição da tasca portuguesa, com petiscos como ovo mexido com farinheira, charcutaria e enchidos. O menu tem quatro opções de peixe e outras quatro de carne. Há escolha entre sabores tradicionais, como o bacalhau à lagareiro, ou a bochecha de porco preto com molho de vinho tinto, mas também opções mais contemporâneas, como a tranche de salmão com molho laranja e mel, ou a perna de pato confitada com couve rocha salteada com laranja. Além da guarnição definida pelo chef, o cliente pode acrescentar mais uma à escolha.
Na carta de vinhos, Paulo Sousa diz que, além das opções mais conhecidas do grande público, a Tasca do Bairro aposta num conjunto de néctares de pequenos produtores, com características diferentes do que se encontra por norma no mercado.
A Tasca do Bairro aposta ainda no serviço de grupos ao jantar, com festas de aniversário, convívios e eventos, para a qual tem até 60 lugares disponíveis. Estes grupos são recebidos de segunda a quinta-feira e ficam em exclusivo com a sala.
Luís Correia e Paulo Sousa não divulgaram o montante investido para a abertura do espaço. Criaram três postos de trabalho além dos seus.