Adega Lemos Figueiredo lança novos gin e vermute

0
911
A família Lemos Figueiredo tem conseguido reutilizar a fruta feia para apresentar novos produtos

Casa Nova e Hernandez são os nomes das duas novas bebidas da empresa de Alcobaça

A empresa Adega Lemos Figueiredo lançou recentemente duas novas bebidas destiladas, um gin e um vermute, que vieram juntar-se à gama de produtos, constituída por três variedades de licor de ginja.
Casanova é o nome do novo gin, que, além de ser um produto desenvolvido com Maçã de Alcobaça IGP, tem a particularidade de ter uma forte marca da sustentabilidade, nota Mariana Figueiredo, master distiller e responsável de marketing da empresa. “Damos nova vida à fruta feia, que muitas vezes acaba por ser desperdiçada”, afirma.
Este selo de sustentabilidade é reforçado com o pack de embalagem do gin Casanova – assim chamado em homenagem à mais antiga variedade da Maçã de Alcobaça. A garrafa é produzida a partir de vidro 100% reciclado, assim como o rótulo, que é biodegradável e livre de plástico. “Quando pensámos este produto, quisemos que tivesse no seu todo o conceito da sustentabilidade e da economia circular”, sustenta.

“Tem havido uma procura crescente destas bebidas”
Mariana Figueiredo

Este dry gin é destilado em alambique de cobre com 11 aromáticas, “de entre as quais se destaca o cardamomo”, realça Mariana Figueiredo. Cada destilação produz um lote de 428 garrafas, que são também elas numeradas, como parte de uma edição limitada. “Cada lote é único, consoante a variedade de maçãs utilizada. Os aromas podem modificar um pouco, mas a qualidade é sempre a mesma”, garante.
Além do gin Casanova, a Lemos Figueiredo lançou, igualmente, um vermute para a sua gama de produtos, chamado Hernandez, homenagem ao avô. “Ele vivia em Espanha na zona de vermute e cada vez que vinha a Portugal trazia uma garrafa, por isso decidimos fazer-lhe essa homenagem”, conta Mariana Figueiredo.
Também esta bebida é enriquecida com uma infusão de 17 ervas aromáticas, que lhe conferem um sabor “cítrico, spicy e bitter”, descreve a empresa.
Maria Figueiredo afirma que as duas novidades têm tido uma aceitação muito positiva, tanto junto de clientes finais, como junto dos bartenders. “Tem havido uma procura crescente por este tipo de bebidas diferentes, inovadoras”, afirma Mariana Figueiredo, o que vai de encontro à filosofia da casa alcobacense. “Tendo bebidas artesanais, primamos pela diferenciação”, realça.
Além desde dois novos produtos, a Lemos Figueiredo lançou, igualmente, uma nova loja online, aberta a 30 de maio e que até 30 de junho está com preços de lançamento e oferta dos portes de envio.
Mariana Figueiredo diz que a presença online tem sido importante na pandemia. “Queríamos fazer um lançamento destas bebidas, mas ainda não é permitido, por isso focámo-nos no online, com a loja e posts divertidos nas redes sociais” e a resposta tem sido “bastante positiva”. Se no início as vendas seguiam, sobretudo, para a região, nesta fase já chegaram a Braga e ao Algarve.