Analogia já tem 20 anos

0
689
Empresa Analogia

A empresa Analogia – Informática e Contabilidade, Lda. completa hoje, 13 de Agosto, 20 anos de existência. Vingando num mundo de rápida evolução como é o da tecnologia e da informática, os três sócios, Miguel Gonçalves, Alexandre Puga e Victor Rebelo, mantêm a sua única loja na Rua da Caridade e tentaram manter-se sempre a par das novidades da área onde se inserem.

“Na altura havia necessidades no mercado da informática, principalmente aqui na nossa zona” relembra Miguel Gonçalves, técnico e programador. “Em 1990 as pessoas não pensavam que a informática se tornasse indispensável e foi complicado fazer com que aderissem”. Apesar da muita concorrência (entretanto muitas mais empresas deste ramo abriram), a Analogia manteve-se, embora não tenha crescido em termos de funcionários – os três sócios iniciais contam hoje apenas com um empregado.
“Fomos sempre tentando adaptar a nossa empresa a nível de sistemas e conseguimos fazer face ao aumento de clientes” continua Miguel Gonçalves, sublinhando que no momento são a empresa de informática com mais clientes nas Caldas da Rainha.
“Em 2009 atingimos um resultado líquido de 180 mil euros” informa Alexandre Puga, mas há que sublinhar que na informática os valores mudam muito, pois “enquanto um computador portátil há dois anos custava dois mil euros, hoje em dia custa 500”. Miguel Gonçalves admite ainda que sentem um pouco a crise, apesar de a oferta variada e o desenvolvimento de novos projectos ajudar a equilibrar a balança. “Temos uma nova plataforma para os nossos programas de gestão, que permite que as pessoas usem o software em qualquer local, basta que tenham acesso à internet”.
A cada vez maior aceitação das pessoas em relação à informática veio também a ajudar a Analogia a prosperar. “Há 20 anos atrás as empresas pura e simplesmente achavam que não era importante fazer a sua facturação de maneira informática e faziam-no manualmente” explica Miguel Gonçalves. Hoje esse problema nem sequer se coloca pois  uma empresa para ter uma gestão minimamente organizada precisa de um programa informático.

Marina Araújo