Antiga residencial Dona Leonor já é hotel de três estrelas

0
432
Esta unidade hoteleira foi inaugurada há 28 anos e já foi alvo de duas reclassificações

Desde o passado dia 8 de Fevereiro que Caldas da Rainha passou a contar com quatro hotéis de três estrelas. Depois do Cristal, Caldas Hotel e Europeia Hotel, foi agora a vez de a antiga Residencial D. Leonor obter a categoria de hotel de três estrelas.
Fundada em 1984, esta unidade hoteleira foi pensão residencial até 2004, passando nessa altura a hotel de duas estrelas, tendo agora ganho a terceira estrela após um investimento que rondou os 200 mil euros.
O seu proprietário, Joaquim Calado, diz que foram realizadas obras de modernização ao nível dos quartos, que passaram a ter ar condicionado e janelas de vidros duplos para aumentar a insonorização. O hotel foi também dotado com painéis solares de última geração e investiu ao nível da segurança anti-incêndios.
Também o restaurante Príncipe Real foi remodelado, mas este encontra-se presentemente fechado devendo em breve ser concessionado.
Joaquim Calado, 81 anos, é natural da Batalha, mas é caldense por adopção desde 1965, data em que veio viver para as Caldas.Segundo contou à Gazeta das Caldas, “até há 15 anos atrás a nossa taxa de ocupação era praticamente de cem por cento, mas quando as termas fecharam foi o declínio das Caldas e passamos a ter menos gente”.
Em 2011 a taxa de ocupação da Dona Leonor foi de 45 a 50%, graças sobretudo a uma clientela fixa de médicos, professores e vendedores que pernoitam alguns dias por semana na cidade, bem como a alguns passantes pontuais. Mas Joaquim Calado sublinha a importância que os termalistas tinham – e ainda podem vir a ter – na hotelaria local porque antes, entre Maio e Outubro, o seu estabelecimento estava sempre cheio.
O empresário fez questão de sublinhar que o sucesso deste seu projecto de 28 anos deve muito aos caldenses “que têm tido a amabilidade de nos recomendar aos forasteiros que procuram alojamento na cidade”.

Carlos Cipriano
[email protected]