Campanha propõe trocas no comércio até 31 de janeiro

0
44
Compre cuidando de todos é o slogan da campanha | DR

A AIRO (Associação Empresarial da Região Oeste), apelou aos associados que adiram à campanha “Natal 2020 – Compre cuidando de todos”, que propõe que os comerciantes permitam as habituais trocas de presentes natalícios até, pelo menos, ao dia 31 de janeiro.
“A época natalícia é, tradicionalmente, um período em que se verifica um relevante acréscimo no volume de compras.  No período após o Dia de Natal, regista-se igualmente um afluxo significativo de consumidores aos estabelecimentos comerciais, tendo em vista a troca de produtos ofertados nesta quadra”, explica o governo, no site da campanha.
“No presente contexto de pandemia, as aglomerações de pessoas são desaconselhadas, devendo ser respeitadas as orientações e as instruções das autoridades competentes, designadamente quanto à concentração de pessoas, à ocupação, à permanência e ao distanciamento físico em espaços públicos”, pelo que o Ministério da Economia e da Transição Digital, através da Direção-Geral das Atividades Económicas (DGAE), propõe este alargamento para os artigos adquiridos entre 4 de novembro e 25 de dezembro.

Adesão voluntária
Trata-se de uma iniciativa de adesão voluntária e gratuita dos comerciantes por via digital.
Os comerciantes subscrevem uma declaração e, após a subscrição, recebem um dístico que devem afixar em local visível, assinalando aquele estabelecimento como um dos aderentes da iniciativa.
A campanha conta com a colaboração da DECO – Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor, Associação Portuguesa de Centros Comerciais (APCC), Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição (APED) e Confederação do Comércio e Serviços de Portugal (CCP)
“Dada a relevância da medida”, a AIRO decidiu apelar aos comerciantes da região, deixando-se “desde já ao dispor das empresas que precisem de ajuda ou algum esclarecimento sobre esta mesma medida”, explicou aquela entidade.