Carreira & Silva, 25 anos a fazer mudanças personalizadas

0
144
Jorge Carreira, a esposa, Laurinda Silva, e a filha, Ingrid, com parte da equipa da Carreira & Silva

Empresa fundada em 1998 pelo casal Jorge e Laurinda tem tido grande crescimento nos últimos anos

A Carreira & Silva, empresa caldense que tem atividade nas mudanças e nos transportes, atravessa uma fase de grande crescimento, numa altura em que comemora os 25 anos.
A empresa, de cariz familiar e que já reúne duas gerações, duplicou o volume de negócios nos últimos dois anos, fruto da consolidação das suas áreas-chave de atividade, mas também pela diversificação dentro do seu setor.
A Carreira & Silva foi fundada em 1998 pelo casal Jorge Carreira e Laurinda Silva, que uniram também os apelidos no nome da empresa. “O meu pai era emigrante em França e decidiu voltar para Portugal nessa altura. Então pensou o que poderia fazer e decidiu dedicar-se à área das mudanças”, conta a filha do casal, Ingrid Carreira, que é atualmente responsável pela gestão da empresa.
O primeiro trabalho foi, precisamente, a mudança dos bens do casal para Portugal. “A partir daí, a parte das mudanças foi a área que ele desenvolveu mais, mas depois também implementou a parte dos transportes, específica de empresas para empresas”, acrescenta.
Fazer mudanças pode ser uma dor de cabeça para o cidadão comum. Para a Carreira & Silva é uma grande responsabilidade. “É ajudar as pessoas numa situação que é um bocadinho complexa”, afirma Ingrid Carreira, porque requer muita organização, mas também competência, porque não se trata apenas de garantir que tudo chega ao destino. “Há uns meses atrás, fizemos a mudança de um casal de França para Portugal. Eles compraram aquela casa, criaram os filhos, viram nascer e crescer os netos e decidiram vir para Portugal. Então todo aquele recheio não era apenas mais um móvel, mais um pedaço de madeira, eram os pertences e as memórias daquela família”, conta Ingrid, acrescentando que é esse cuidado que tem feito a empresa crescer numa base de confiança com o cliente.
E é nessa base de confiança que foram surgindo novos serviços, de acordo com as necessidades que os clientes foram apontando. Um desses serviços foi o aluguer de espaço em armazém para guardar mobiliário e outros pertences. “Começou com clientes que precisavam de fazer obras em casa e não tinham onde deixar as coisas. Nós arranjámos um espaço na garagem e guardávamos as coisas durante as obras”, conta Ingrid Carreira.
Um serviço cuja procura foi crescendo, o que levou a Carreira & Silva a ter que procurar mais espaço de armazenamento. Em 2020, antes da pandemia, a empresa mudou-se um bloco de armazéns na Zona Industrial das Caldas da Rainha. Nesta altura prepara-se para ocupar mais dois blocos, com um total de cerca de 2 mil metros quadrados de área.
A este serviço, a empresa acrescentou outros para comodidade dos seus clientes, como recolha e estacionamento de viaturas, assim como a manutenção das mesmas quando os clientes têm necessidade disso, como por exemplo em casos de deslocação para o estrangeiro.
A expansão das áreas de negócio não fez a empresa descurar aquele que é o seu core business, as mudanças. Também nesta área, e muito fruto do crescimento da procura pela região Oeste, tanto por portugueses, como por estrangeiros. A Carreira & Silva tem resposta internacional, realizando mudanças de ou para países como Espanha, França, Suíça, Alemanha, Bélgica, Luxemburgo, Itália e Inglaterra, mas também Estados Unidos da América.
Para estes serviços, “trabalhamos com parcerias, de modo a trabalhar de forma mais económica para o cliente e ecológica também”, realça Ingrid Carreira.
Uma postura que é válida também localmente. “Há espaço para todos, dentro da legalidade e das mesmas condições, e temos que ser parceiros, porque temos equipamentos que complementam os serviços uns dos outros, é isso que tentamos fazer”, refere Ingrid Carreira.
Entretanto, e porque a empresa continua a desenvolver projetos, a Carreira & Silva já tem uma loja de material para realizar mudanças, como caixas, plásticos de enrolamento e outros, na qual é dada primazia a materiais reciclados. Em breve, surgirá uma loja online.
Atualmente, a empresa conta com seis colaboradores, três do quadro da empresa, mais três em prestação de serviços, e três viaturas, das quais duas ligeiras, até 2500kg, e um camião com capacidade para 19 toneladas. Em estudo está o investimento no reforço e também modernização da frota. ■
jribeiro@gazetadascaldas.pt