Conjunto das PME exportou mais 60%

0
468

Exportações atingiram um valor acima dos 90,5 milhões de euros. Concelhos de Alcobaça e da Lourinhã destacam-se

As exportações do conjunto das PME Excelência do Oeste atingiram, no último ano, os 90,5 milhões de euros. Trata-se de um impressionante aumento das exportações deste grupo de empresas de 61,75%. Ainda assim, quando comparado com o grupo de PME Excelência do ano anterior vemos que esse tinha atingido níveis de exportações mais altos (um total de 108 milhões de euros, que significa uma descida de mais de 15 pontos percentuais).
Ao nível da exportação das PME Excelência há, no Oeste, dois concelhos que se destacam, são eles Alcobaça (com 38 milhões de euros) e Lourinhã (que apresenta um total de 24 milhões de euros exportados). Juntas, as empresas destes dois municípios representam mais de dois terços do total das exportações.
O terceiro neste ranking é o município de Óbidos (6,9 milhões de euros), que surge à frente das Caldas (5 milhões de euros) e de Arruda dos Vinhos (4,6 milhões de euros). Estes apresentaram todos crescimento (nas Caldas cifrou-se nos 16,6% e em Óbidos nos 51,8%). Os concelhos que apresentam menores volumes são o Cadaval (552 euros), Sobral de Monte Agraço (5895 euros) e Bombarral (74 mil euros).
No que à variação diz respeito é possível perceber que foi na Lourinhã e em Arruda dos Vinhos que as PME Excelência viram a exportação aumentar mais. No caso da primeira o aumento foi para mais do triplo (340%). Na segunda o valor quase duplicou (194%).
No último ano as vendas para fora do país aumentaram neste grupo de empresas em todos os concelhos da região Oeste menos no Cadaval (que foi onde se registou a maior quebra em termos percentuais, com a exportação a valer menos 95% do que no ano anterior), Bombarral (menos 56%), Alenquer (menos 13%) e Peniche (menos 9%). ■