Espanha e Brasil estão na rota de exportação da APMA

0
332

Visitas de jornalistas e importadores dos dois países têm em vista reforço da marca nesses mercados

A APMA – Associação dos Produtores de Maçã de Alcobaça recebeu um grupo de jornalistas e importadores do Brasil e de Espanha, para dar a conhecer o melhor que a região tem para oferecer. Na visita, que decorreu entre os dias 11 e 14 de junho, o grupo teve a oportunidade de visitar a região, os pomares e as centrais fruteiras, mas também alguns lugares turisticamente emblemáticos de Lisboa, Nazaré e Óbidos.
A ação decorreu no âmbito do fomento da internacionalização da Maçã de Alcobaça, para o qual a APMA tem feito uma grande aposta no mercado brasileiro e pretende crescer no mercado espanhol.
Esta visita integrou o “Projeto de Promoção da Maçã de Alcobaça em Mercados Externos”, que pretende dar palco “a uma nova onda de sabor vinda de Portugal”. Uma estratégia que a APMA considera “fundamental para contribuir para a valorização e diferenciação da Maçã de Alcobaça IGP, a única maçã com influência atlântica, fomentando as exportações e a inovação deste produto português, ao mesmo tempo que contribui para o aumento da competitividade e visibilidade internacional de Portugal”, refere a associação.
A Maçã de Alcobaça IGP, cuja produção deste ano está estimada em cerca de 60 mil toneladas, representa também cerca de 70% de toda a maçã produzida no Oeste.
Brasil e Espanha são dois mercados que a associação considera prioritários no reforço da internacionalização da marca. O objetivo da APMA é aumentar as exportações para estes dois mercados já na próxima campanha, cuja colheita será realizada este verão, pelo que a visita de jornalistas destes países foi vista como um meio de divulgar as características e benefícios deste fruto. ■