O estranho caso das dívidas da água do município de Óbidos ao das Caldas

0
2231
Gazeta das Caldas
Óbidos assegura que as dívidas às Caldas foram prescritas e que o assunto está resolvido desde Março, mas a auditoria ao município caldense diz que este ainda é credor de 780 mil euros

Uma auditoria às contas da Câmara Municipal das Caldas da Rainha detectou uma dívida antiga de 780 mil euros do município de Óbidos, cuja regularização recomenda. A dívida referia-se ao usufruto de água fornecida pelos Serviços Municipalizados caldenses. Mas a Câmara de Óbidos disse à Gazeta das Caldas que nada deve ao município vizinho porque este declarou as dívidas prescritas.
Por sua vez, a Câmara das Caldas diz que a dívida de Óbidos “encontra-se, contabilisticamente em processo de regularização”. Mas adianta que este lhe deve 37 mil euros por fornecimento de água entre 2013 e 2016.

O relatório da auditoria à Câmara das Caldas diz que nos anos 90 do século passado houve um entendimento não formalizado entre os municípios das Caldas e de Óbidos em que o primeiro fornecia água ao segundo (através dos Serviç15os Municipalizados) e o segundo autorizava o primeiro a utilizar o seu aterro sanitário para descargas de resíduos sólidos.
“Na sequência do referido entendimento, os Serviços Municipalizados das Caldas da Rainha reclamam valores a receber do Município de Óbidos no montante aproximado de 780.000 euros”, dizem os auditores, recomendando que se proceda à regularização desta situação.