Governante angolana das pescas conheceu setor de Peniche e Nazaré

0
605

A secretária de Estado das Pescas, a nazarena Teresa Coelho, e uma comitiva do Governo de Angola, liderado pela secretária de Estado das Pescas de Angola, Esperança Pereira da Cunha, visitaram, no dia 10 de agosto, uma lota, uma fábrica de processamento de pescado, uns estaleiros navais e um centro de investigação dedicado ao mar na região Oeste.

O Ministério do Mar esclareceu que “as perspetivas de maior cooperação nas pescas foram analisadas pelas duas governantes na visita realizada “a várias instituições e empresas do setor em Lisboa, Nazaré e Peniche”.

A visita iniciou-se em Lisboa, no Instituto Português do Mar e da Atmosfera.

Já na Nazaré, a comitiva visitou a fábrica de processamento de pescado da empresa Luís Silvério e Filhos, SA, em Valado dos Frades, uma unidade fabril moderna e que foi inaguurada no último ano. Representou um investimento de 16,5 milhões de euros e tem capacidade de produção de 15 mil toneladas de peixe congelado, 10 mil toneladas de peixe refrigerado e 840 toneladas de peixe salgado ou seco.

A visita prosseguiu, já em Peniche, na Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar de Peniche e no Centro de Ciências do Mar e do Ambiente (MARE) do Politécnico de Leiria.

Naquela estrutura foi, segundo o Politécnico de Leiria, “reforçado o estímulo para a colaboração entre Portugal e Angola no contexto do ensino superior” relativamente ao mar.

“Discutiram-se ações de interesse comum na área das pescas e aquicultura que poderão contar com o envolvimento da ESTM e da unidade de investigação Cetemares  MARE  Politécnico de Leiria”, salientou a instituição de ensino, em comunicado.

Também em Peniche, as duas governantes visitaram a lota, conhecendo, dessa forma, o processamento da primeira venda do pescado no nosso país.

A comitiva terminou a visita ao Oeste nas instalações dos Estaleiros Penimar, que se dedicam à construção e reparação naval, serralharia, hidráulica e mecânica, e fundados em 1984 em Peniche. ■