Mais atrasos no concurso para modernização da linha do Oeste

0
2428
A Infraestruturas de Portugal diz que houve necessidade de fazer ajustamentos à travessia urbana da estação das Caldas da Rainha

O governo prorrogou o prazo do concurso público para a modernização da linha do Oeste entre Meleças e Torres Vedras. E falhou a promessa de lançar o concurso do troço Torres Vedras – Caldas da Rainha, que tinha sido anunciado para Outubro.
Um aviso de prorrogação de prazo foi publicado no Diário da República de 11 de Outubro a adiar por mais 40 dias a data limite para recepção de propostas dos empreiteiros que queiram concorrer à modernização da linha do Oeste entre Meleças e Torres Vedras. Tal poderá ter acontecido por terem sido pedidos muitos esclarecimentos à Infraestruturas de Portugal, ou por terem sido detectadas falhas ou omissões no processos em curso.
Por outro lado, o lançamento do concurso para o troço Torres Vedras – Caldas da Rainha, que tinha sido anunciado para Outubro pelo secretário de Estado dos Transportes, Jorge Delgado, numa sessão na OesteCIM em 23 de Julho, ainda não se concretizou.
Fonte oficial da Infraestruturas de Portugal disse à Gazeta das Caldas que “face à complexidade dos estudos associados a qualquer intervenção numa infraestrutura ferroviária, é necessária a interação entre a IP e os seus Consultores em áreas técnicas onde foram identificadas situações que careciam esclarecimentos, originando os imprescindíveis ajustamentos, com destaque para a definição do faseamento construtivo a implementar em obra e a travessia urbana na zona da Estação das Caldas da Rainha”.
No entanto, a IP garante que se mantém a calendarização prevista para o lançamento da empreitada até ao fim do ano de 2019.
Segundo o plano de investimentos Ferrovia 2020, o lançamento do concurso para a obra na linha do Oeste deveria ter sido lançado em Janeiro de 2017.