Marca internacional Metro Kids já tem espaço nas Caldas da Rainha

0
1103
Metro Kids

Já lá vão 23 anos que Deolinda Gonçalves abriu a sua loja de roupa infanto-juvenil nas Caldas, a Kikas. Há dois meses decidiu apostar num novo espaço comercial, também dedicado ao vestuário para os mais novos, com a diferença que desta vez é em franchising. A loja tem nome da marca internacional, chama-se Metro Kids e fica na Rua Henrique Salles, nº7.
Há oito anos atrás, Deolinda Gonçalves inseriu a marca norte-americana na linha de roupas da Kikas, ainda a Metro Kids era vendida em lojas multimarca. No entanto, a ideia de abrir um espaço nas Caldas somente dedicado à Metro Kids sempre esteve nos planos de Alexandre Cunha, empresário da marca de roupa em Portugal. “Passaram-se alguns anos, até que houve a coincidência da Sandra [filha da responsável da loja] ir trabalhar para esta empresa como estilista”, contou Deolinda Gonçalves.
A partir daí foi um passo até à concretização da Metro Kids na cidade, visto que a responsável do espaço comercial sempre admirou o vestuário que a marca internacional produz já há 21 anos. “Tem um estilo clássico, mas que tenta estar actual. É uma marca que inspira confiança, pois tem uma garantia 100% produzida em Portugal, o que hoje em dia é muito importante”, disse.
T-shirts para rapaz a partir de 21 euros, calças a 40, vestidos a 52 euros e sapatos a 47,50 euros, são alguns dos artigos que se podem encontrar na loja, sendo que a roupa é fabricada na zona norte do país, enquanto o calçado vem da Benedita. Sandra Gonçalves, responsável pelo departamento de design da Metro Kids, refere que o valor das peças deve-se ao “grande trabalho que as roupas levam a confeccionar”.

A Metro Kids abrange um público dos zero até aos 16 anos, contendo quatro linhas de vestuário para cada gosto: teddy (mais direccionada para menina), poloteam (a preferida para os rapazes), clássica e royal polo team. “Por norma somos mais fortes na linha de bebé até aos 12 anos e nesta loja também temos tamanhos maiores, mas os intermédios são o que funciona melhor na disposição do vestuário”, disse a estilista, responsável pelas colecções nacionais da Metro Kids.
Por agora, Sandra Gonçalves, enquanto criativa, está a produzir a colecção outono/inverno (com a ajuda de mais duas colegas na moldagem e desenho das peças), mas também já pensa nos modelos que irão vestir os miúdos da Metro Kids, no próximo verão. Sobre as tendências para o Outono, a estilista caldense diz que será feita de “cores vivas, sendo que para as meninas é sempre com estampados florais e também teremos xadrezes”.
Quanto ao espaço comercial está todo ele decorado em tons de branco, com as roupas arrumadas em pequenas gavetas, grandes tapetes, espelho decorado e um jarrão de flores, como de um quarto para crianças se tratasse.
Abrir uma loja no tempo de crise gera receio. A franchising não nega que “que foi um grande risco investir num novo espaço”, mas “estou contente por ter arriscado, pois não choca em nada com aquilo que tenho na Kikas”. Sobre a localização da Metro Kids, Deolinda Gonçalves desvaloriza a ideia de estar num local “mais escondido” para a venda dos artigos. “A Metro Kids já esteve na Rua Heróis da Grande Guerra há quatro anos e apenas durou duas estações. Quando o cliente quer comprar aquilo de que gosta, ele desloca-se”, afirmou.
Para cativar os clientes no franchising informou que a marca tem ao serviço um cartão de desconto, que pode ir até aos 10%, onde o cliente, ao subscrevê-lo, recebe newsletters com promoções, colecções e artigos novos na loja, todas as semanas.
A Metro Kids está aberta de segunda-feira a sábado, entre as 10h00 e as 13h00, e, das 14h30 até às 19h00.