O Hyundai Tucson está mais elegante por fora e por dentro

0
699

IMG_6424A Hyundai lançou no final de Janeiro o novo Hyundai Tucson, um SUV do segmento B que promete uma concorrência mais feroz a um sector dominado pelo Nissan Qashqai.
A marca coreana optou por fazer regressar a denominação Tucson para esta terceira geração do SUV – a segunda foi baptizada de ix35 – mas a mudança não se ficou pelo nome. O novo modelo traz um desenho externo muito mais imponente, que inspira confiança, um interior refinado e muita tecnologia.
As mudanças são grandes e bem evidentes, e levam o Tucson para um nível muito diferente dos seus antecessores. As novas linhas dão-lhe um ar elegante e robusto, muito por culpa de uma grelha hexagonal de grandes dimensões, pelos faróis rasgados e pela linha de cintura que une as cavas das rodas dianteira e traseira, com um ar muito fluído. O novo modelo também parte de uma posição mais baixa, que lhe dá um ar mais desportivo e melhora o espaço interior.
Lá dentro as diferenças são também notórias. O desenho da consola central é mais limpo e arrumado, os materiais são suaves ao toque e transmitem sensação de qualidade.
Por cortesia do concessionário Auto Júlio, testámos a versão mais equipada, a Premium, que proporcionou o contacto com a vasta gama de equipamento que a Hyundai propõe para o Tucson. Destaque para o tecto de abrir panorâmico, os bancos dianteiros eléctricos com aquecimento, e os bancos traseiros reclináveis. Na consola central existe uma entrada  áudio e para além da tomada do isqueiro, foi colocada uma prática e cada vez mais útil tomada USB. A consola central disponibiliza muita informação, que é fácil de aceder. Do equipamento de auxílio ao condutor, destaque para o sistema de travagem anti colisão, que detecta a aproximação perigosa à viatura da frente, o sistema de assistência à condução em auto-estrada, que ajuda a manter o carro na faixa de rodagem, inclusivamente faz pequenos ajustes no volante. Para além da caixa manual, pode ser equipado com uma automática de dupla embraiagem e sete velocidades.
O motor 1.7 CRDi mostrou-se potente, mas com uma utilização suave e o Tucson mostrou-se um bom estradista, confortável e seguro.
O novo modelo custa a partir dos 28.800 euros.