Uma freguesia vocacionada para os serviços

0
423

Setor congrega mais de um terço das empresas da freguesia, e metade destas atuam no segmento do imobiliário. Restauração também assume relevo

O tecido empresarial de São Martinho do Porto tem características próprias de uma freguesia na qual o turismo tem um traço importante, seja ele sazonal, seja para satisfazer a procura de cidadãos estrangeiros que procuram a região para se instalar para usufruírem da qualidade de vida que a região lhes oferece.
Do diretório de empresas da região elaborado pela Iberinform relativo a 2019, a freguesia tem 33 empresas, das quais mais de um terço estão afetas aos serviços, o que distingue logo à partida esta freguesia da maioria das que a envolvem geograficamente.
Só este ramo de atividade concentra 14 empresas. Destas, precisamente metade estão dedicadas ao ramo imobiliário, sendo as restantes direcionadas para a consultoria e gestão, engenharia, manutenção de jardins, animação turística, a medicina dentária e aluguer de equipamentos de desporto e recreio.
A seguir aos serviços, vem a restauração e similares, com nove empresas, e o comércio, com seis. Há ainda duas empresas de construção, ampliando o leque de firmas ligadas ao imobiliário, e depois uma empresa de indústria, na área da impressão e produtos media, e uma empresa agrícola, que se dedica à apanha de algas e outros produtos do mar.
Quanto às maiores empresas, a Leavesrituals, associada à marca Immo Portugal, uma agência de mediação imobiliária, surge como a maior da freguesia, com um volume de faturação de 2,2 milhões de euros. É, de resto, a única que ultrapassa a fasquia do milhão de euros em volume de negócios.
No pódio das maiores surge a Novo Sabor Unipessoal, Lda, que se dedica à confeção de refeições prontas, com um volume de negócios de 565,8 mil euros, e a Tânia Capinha – Clínica Dentária Unipessoal, Lda, que gere uma clínica dentária e também se aproxima de meio milhão de euros em volume de negócios.
Naquele diretório empresarial, surge como maior empregador da freguesa a Unlimitedcompetition, Unipessoal, Lda, que gere um restaurante e empregava 19 pessoas. Apenas mais duas empregavam mais de uma dezena de colaboradores, a APRibeiro, Lda e a Novo Sabor Unipessoal, Lda, ambas do setor da restauração.