Visita do Papa Francisco a Fátima em 2017 agita a hotelaria da região

0
489

AE_2Ainda faltam quase dois anos para a visita do Papa Francisco a Fátima, mas o acontecimento já está a agitar os hotéis da região. A peregrinação a Fátima no mês de Maio já costuma ser sinónimo de clientes para os hotéis de Caldas da Rainha e Óbidos, o que a visita do Sumo Pontífice promete reforçar.
A Diocése de Leiria-Fátima anunciou a 25 de Abril que o Papa Francisco autorizou a divulgação da sua vinda a Fátima em Maio de 2017, por ocasião do centenário das aparições de Nossa Senhora do Rosário. A procura por alojamento para essa altura disparou de forma imediata nas unidades hoteleiras de Fátima e os ecos começam também a chegar aos hotéis da região.
Das unidades hoteleiras que contactámos, o Hotel Cristal foi o único que assumiu a existência de contactos por parte das agências para essa data, embora isso não signifique para já um encaixe financeiro. “Existe procura das agências, que querem bloquear já os quartos mesmo não tendo ainda clientes para eles”, disse Joaquim Serra, director do Hotel Cristal das Caldas da Rainha à Gazeta das Caldas.
O director da unidade hoteleira refere que, por norma, já é bastante procurado em Maio e em Outubro por grupos de peregrinos, e que isso tanto acontece no Cristal das Caldas como no da Marinha Grande.
Joaquim Serra recorda que a final da Liga dos Campeões em Lisboa, em Maio do ano passado, também gerou uma grande procura antecipada de quartos. “Dizia-se que estava tudo vendido, mas afinal não estava e próximo do jogo ainda havia vagas”, recordou, pelo que as movimentações que estão a acontecer nesta altura não são garantia de hotéis lotados.
O Sana Silvercoast, nas Caldas da Rainha, também já tem reservas para Maio de 2017, embora não consiga confirmar que o motivo é a visita do Papa Francisco. Daniel Batalha, recepcionista, referiu que Maio é um dos meses fortes daquela unidade mas não devido ao turismo religioso.
No concelho de Óbidos, o Praia D’El Rey Marriott confirmou não ter ainda recebido contactos para Maio de 2017 e, tal como no Sana, apesar de Maio e Outubro serem meses fortes, “pouca procura está ligada ao turismo religioso”, disse Maria João Esteves. Porém, a directora de vendas daquele hotel lembrou que “aquando da última visita do Papa a Fátima [Bento XVI em 2010], o Resort Praia D’El Rey ficou completo”.
O Hotel Louro, em Óbidos, também é muito procurado nas principais alturas de peregrinação. Tânia Silva, funcionária do hotel, disse ao nosso jornal que é hábito o hotel ter “bastantes grupos” desde o início de Maio. No entanto, para a data prevista para a visita do Papa Francisco ainda não existiu qualquer contacto. O mesmo acontece com o Hotel Vila D’Óbidos.
Em Maio de 2014 os hotéis da região tiveram uma grande procura por ocasião da final da Liga dos Campeões em Lisboa, uma final histórica entre os dois principais clubes de Madrid, o Real e o Atlético. Várias das unidades estiveram próximas ou atingiram mesmo a lotação e a procura justificou a inflação de preços em alguns dos hotéis para essas datas.
O Jornal de Leiria de 14 de Maio dava conta de uma “autêntica corrida aos hotéis” em Fátima para a altura da visita do Papa.
Numa notícia em que cita a Agência Lusa, o semanário leiriense dá conta de uma torrente de contactos telefónicos em várias unidades hoteleiras de Fátima e algumas delas já atingiram a lotação pela procura quer de clientes habituais, quer de agências e operadores turísticos.

Joel Ribeiro
jribeiro@gazetadascaldas.pt