Equipa da ESTM é finalista em prémio de inovação

0
674

Com pão com “chouriço” do mar vegan, isento de glúten e com desperdício zero

Uma equipa de estudantes da Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar (ESTM), de Peniche, é finalista do Prémio Ecotrophelia, promovido pela PortugalFoods.
A Inomar, uma equipa composta por alunos de Mestrado em Gestão da Qualidade e Segurança Alimentar e Licenciatura em Marketing Turístico da ESTM participou no concurso com o projeto InOceanBread, um pão de “chouriço” do mar vegan, isento de glúten e com desperdício zero. Trata-se de um pão feito à base de batata-doce e recheado com algas com ligeiro sabor a fumado, com aproximação a um sabor tipicamente português, o pão de chouriço.
O novo produto, agora finalista do Prémio Ecotrophelia, resulta de uma investigação realizada na ESTM, sob orientação da Coordenadora de Mestrado em Gestão da Qualidade e Segurança Alimentar, a professora Susana Silva, e conjuga a área alimentar, o marketing, os campos do Oeste e os recursos marinhos da costa.
O prémio Ecophelia Portugal 2023 é promovido pela PortugalFoods e tem como objetivo promover a inovação, o empreendedorismo e a competitividade no setor agroalimentar a nível nacional e europeu. Reúne estudantes, professores, investigadores e profissionais do setor a refletir e criar os produtos eco inovadores do futuro.
A iniciativa destina-se a equipas multidisciplinares de 2 a 6 estudantes do Ensino Superior e visa o desenvolvimento de um produto alimentar inovador e sustentável, incluindo o conceito, a formulação, a produção, o packaging, os planos de marketing, negócio e vendas e as vertentes nutricional e sensorial.
A final do concurso será realizada nos dias 3 e 4 de julho, reunido os oito projetos finalistas. O vencedor será apurado por um juri composto por especialistas do setor agro-alimentar. ■