Estudantes da ESTM querem ajudar a acabar com a crise mundial de água

0
776

Um grupo de alunos da Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar (ESTM), do Instituto Politécnico de Leiria, aderiu à “Thirst Project”. Esta organização sem fins lucrativos tem como principal objetivo acabar com a crise mundial de água, através da angariação de fundos para a construção de furos que levarão água potável até as mais de 600 milhões de pessoas que percorrem diariamente um caminho longo e árduo para a irem buscar. “Devido à quantidade e à qualidade da água subterrânea das áreas em que a organização trabalha, construir furos é a solução mais sustentável”, explicam.

Este projeto, que  chegou recentemente a Portugal, pretende também diminuir a taxa de mortalidade infantil em 90% e as taxas de doença em 80%, aumentar os níveis de saúde, possibilitar a entrada das mulheres no mercado de trabalho.

A equipa “Thirst Project ESTM” permite aos estudantes trabalhar em grupo as propostas.Os interessados podem voluntariar-se através da página de Instagram “Thirst Project ESTM” ou contribuir através do my.thirstproject.org/fundraiser/1232026. ■