Ministro inaugurou a escola da Encosta do Sol requalificada

0
276
Ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, visitou a escola e elogiou a qualidade das instalações

Ministro do Educação esteve nas Caldas para inaugurar obra de 1,6 milhões de euros

Depois de quase um ano em funcionamento, a requalificada escola da Encosta do Sol foi inaugurada. Trata-se de um investimento a rondar os 1,6 milhões de euros, que foi comparticipado em cerca de 800 mil euros por fundos comunitários. A “nova” escola da Encosta do Sol tem capacidade para 125 alunos, dos quais 25 em pré-escolar, ainda que atualmente receba mais (porque enquanto decorrem as obras na escola do Avenal as duas turmas estão a ter aulas neste espaço). No primeiro andar fica o primeiro ciclo, sendo que o pré-escolar está no rés-do-chão, onde está também o refeitório (que permite a confeção de refeições no local), a cantina, os serviços de apoio à família.
O presidente da Câmara, Tinta Ferreira, salientou que “era importante a introdução do pré-escolar”, que não existia nesta escola. “Permite garantir a continuidade pedagógica dentro da escola”, explicou, esclarecendo que esta zona residencial da cidade estava a sofrer de um decréscimo de jovens, mas que agora se tem vindo a inverter. “O pré-escolar garante a vinda de pessoas de outros pontos do concelho”, fez notar.

“Era importante a introdução do pré-escolar, que não existia na escola da Encosta do So55l, porque permite garantir a continuidade pedagógica”

Tinta Ferreira

O autarca relevou ainda a aposta da Câmara na educação, com a requalificação desta escola e da do Avenal (orçada em 1,7 milhões de euros), mas também do centro escolar de A-dos-Francos (avaliada em cerca de 1 milhão de euros). A concurso está ainda a requalificação da escola do Bairro da Ponte, que tem um custo estimado de 1,2 milhões de euros. “Como os preços quando foram feitas as candidaturas eram outros, fomos obrigados a fazer concursos com maior valor, o que significa que a comparticipação que seria de 85% está a acabar nos 50 a 60%. Isso obriga a um esforço de investimento do município”, afirmou.
“Queríamos que a escola do Avenal ficasse pronta em setembro, mas é provável que não se consiga”, disse, estimando que o primeiro período do próximo ano letivo funcione nos moldes atuais (tal como em A-dos-Francos).