PSD/CALDASI

0
507

Comunicado aos caldenses
Faz-se a história na cidade e no concelho.
Numa inédita decisão da Câmara Municipal das Caldas da Rainha, secundada pela Assembleia Municipal, o município, procedendo à assinatura dos protocolos de cedência, acaba de assumir formalmente a gestão do Hospital Termal, do Parque D. Carlos I, da Mata Rainha D. Leonor, bem como do património associado, nomeadamente os pavilhões.
Na verdade, décadas de desinteresse e abandono do Estado, proprietário e a quem cabiam todas as responsabilidades de gestão, foram a razão primordial desta tão importante, quanto corajosa, decisão do executivo camarário.
É certo que, no passado, não era uma decisão querida ou desejada. Aliás, o PSD entendeu sempre que a responsabilidade pelo funcionamento e gestão do Hospital Termal e respectivo património, cabia ao Estado a quem competia fazer cumprir a vontade da nossa fundadora, a Rainha D. Leonor, expressa no seu “Compromisso”.
Todavia, perante a actual realidade, apenas dois caminhos se vislumbravam poder ser seguidos:
– Ou a contínua reivindicação junto do governo para que investisse, subsidiasse e dinamizasse o Hospital Termal, reivindicação esta que, como pelo menos as duas dezenas de anos anteriores demonstraram, foi votada ao mais completo insucesso e que, fatalmente, conduziria ao abandono, destruição mesmo, do património termal, mas que livraria o poder local de qualquer responsabilidade;
– Ou o Município assumia a sua posse e gestão, impedindo, no mínimo, a mais completa degradação e ruína.
A Câmara Municipal optou então por assumir a posição mais arriscada, mas também a mais corajosa. Quando foi chamado a decidir, o executivo, assumindo as suas responsabilidades, fez o que se espera de quem governa, decidiu, e decidiu em benefício das Caldas e dos Caldenses.
A verdade é que bem poderia ter feito como outros que, não acompanhando o Município neste difícil caminho, limitam a sua actuação a teorizar, sem apontar caminhos alternativos, a insistir na reivindicação, a “pontapear” lá para as calendas qualquer decisão, numa atitude de enorme conforto, vazia de soluções concretas, falha de coragem. São estes que não querem assumir qualquer responsabilidade, refutando a unidade Caldense, tradicionalmente gerada à volta do problema termal, queriam afinal governar o concelho…!!!
Nesta hora de importantes decisões para o concelho e para os Caldenses, o PSD não só quer felicitar a Câmara Municipal pela  determinação, responsabilidade e coragem política demonstradas, reafirmando a sua solidariedade e expressando apoio ás melhores decisões, mesmo que difíceis ou complicadas, sempre na defesa dos interesses dos munícipes, mas também deixar uma palavra de estímulo para com os órgãos autárquicos e, sobretudo, de grande confiança no futuro do Hospital Termal, do Parque, da Mata e do restante património,
E agora…bom, agora vamos continuar o bom trabalho, apoiando a nova dinâmica, porque muito há a realizar.

A Comissão Política de Secção do PSD das Caldas da Rainha
Hugo Oliveira