A 17º Freguesia Caldense – Associação Regional Caldense – USA

0
270

Luís Gomes
empresário

A cidade de Caldas da Rainha, em Portugal, tem uma longa história de emigração para os Estados Unidos, especialmente para o estado de New Jersey. Desde o final do século XIX, muitos habitantes de Caldas da Rainha deixaram suas casas em busca de melhores oportunidades no exterior, e a comunidade Caldense em New Jersey é hoje uma das mais significativas da região.
Os primeiros imigrantes de Caldas da Rainha que chegaram a New Jersey trabalhavam principalmente nas fábricas têxteis e de vidro, que eram as principais indústrias da época. Muitos deles se estabeleceram em cidades como Newark, Elizabeth e Paterson, que ofereciam trabalho e uma comunidade portuguesa estabelecida.
Hoje, a comunidade Caldense em New Jersey é composta por milhares de pessoas e está presente em diversas cidades do estado. A maioria dos imigrantes de Caldas da Rainha em New Jersey trabalha em profissões como construção civil, serviços de limpeza, restaurantes e transportes.
A comunidade Caldense em New Jersey mantém fortes laços com a cultura e as tradições de sua cidade natal. Muitas vezes, a música, a dança e a culinária típicas são mantidas vivas através de associações e clubes sociais, como a Casa do Benfica em Newark.
O “Sonho Americano” é um conceito que se refere à ideia de que qualquer pessoa, independentemente da sua origem ou situação social, pode alcançar a prosperidade e a felicidade nos Estados Unidos através do trabalho duro, da educação e da determinação.
Além disso, a comunidade Caldense em New Jersey é conhecida pelo seu forte sentido de solidariedade e apoio mútuo. Muitos imigrantes ajudam a financiar projetos em Caldas da Rainha, como a construção de escolas, hospitais e outras infra-estruturas. Alguns também mantêm laços estreitos com a cidade natal, visitando-a regularmente e mantendo contato com familiares e amigos que ficaram para trás.
No entanto, a vida como imigrante em New Jersey também apresenta desafios significativos. Muitos imigrantes enfrentam barreiras linguísticas e culturais, além de terem que lidar com a pressão de trabalhar duro para sustentar as suas famílias e enviar dinheiro para as comunidades de origem.
Apesar dos desafios, a comunidade Caldense em New Jersey continua a prosperar e a contribuir para a cultura e a economia da região e do País. A comunidade é um exemplo de como a imigração pode ser um enriquecimento cultural e económico, tanto para os imigrantes como para as comunidades de acolhimento. ■