A cultura ideal da sua empresa

0
802

Susana Santos
HR Consultant

A Cultura é o conjunto de valores, princípios, comportamentos e normas que caracterizam uma Organização. Habitualmente quem gere pretende que esta assente na visão e valores que a empresa definiu como seus. Porém, o Clima Organizacional é a perceção dos trabalhadores face à referida cultura – se estão satisfeitos, motivados, ligados à Organização – e se reconhecem que a visão e os valores preconizados pela empresa se refletem no dia-a-dia as suas tarefas, das instruções que recebem e do plano de trabalho que devem seguir.

A cultura pode (mas não deve) ser imposta. Para que uma cultura seja real, ela tem que caraterizar e nortear todas as ações da empresa, todas as medidas que forem tomadas. Se a toda a Organização a interiorizar porque acredita nela, a rapidez com que esta passará a fazer parte do dia-a-dia, será muito superior do que em caso de imposição.

O melhor método para introduzir a cultura que quer na sua Organização, será sempre ser coerente em todas as ações – sobretudo entre o que diz e o que se faz. A forma de trabalhar este equilíbrio, nos dias de hoje, pode ser o Employer Branding, que é uma ferramenta que reúne um conjunto de atividades de comunicação (mas não só). Porém não tome medidas sem primeiro medir a perceção das pessoas sobre a mesma porque pode ser surpreendido com os resultados.

O método mais comum para o fazer é o de passar questionários a todos os trabalhadores, fazendo o tratamento estatístico das respostas. Porém é bastante redutor dado que um questionário igual para toda a Organização dificilmente abrange as questões mais importantes para cada setor. Por vezes até a linguagem utilizada é impeditiva de uma boa análise da pergunta e da correta resposta. Assim, recomendamos que o questionário incida sobre os temas mais comuns à empresa, mas seja complementado com: entrevistas individuais, Focus Group, dinâmicas de grupo, etc.

Quando tiver o resultado dos diferentes métodos que conciliar, tem necessariamente que tomar medidas! Nem sempre as respostas que recebemos neste tipo de trabalho são as que queríamos “ouvir”, mas são as reais. Por isso, depois de abrir a caixa de Pandora e pedirmos feedback à equipa temos de agir. Se a nossa organização “real” é diferente da que gostaríamos, então temos que empreender as ações “certas” para a alinhar com os que pretendemos para a mesma. Definir o caminho a seguir é o passo mais importante antes de tomar qualquer medida.

Se não queremos tomar medidas nem alterar a cultura vigente, então a nossa recomendação é que nada faça, mas corre o risco de cada vez estar mais distante da cultura real que a sua empresa tem.