A importância do marketing de destino para a valorização do território

0
303

Teresa Leal
CEO da Teresa vai de Férias

Porque é que Marketing e Turismo combinam? Porque podem viver um sem o outro, mas quando os juntamos, o resultado é inesquecível!
O Marketing de destino pressupõe um trabalho de preparação, sendo que se começa por definir o turismo como um pilar estratégico, seguido de uma política que permita a promoção junto de potenciais visitantes, tornando-o atrativo para o público-alvo que se pretende alcançar, ou seja, desenvolvendo estratégias que aumentem o seu reconhecimento e diferenciação em relação a destinos concorrentes.
O Marketing de destino destaca os pontos positivos e únicos e quando é bem-sucedido cria ondas de choque positivas, que se espalham por alojamentos, restaurantes, bares, comércio, e animação turística e outros fornecedores, relacionados direta ou indiretamente, funcionando como uma fonte de receita fundamental para o crescimento económico.
Vamos a um caso prático. Recentemente Nova Iorque, a cidade mais conhecida do mundo, apresentou o rebranding da sua marca. Agora denomina-se “New York City Tourism + Conventions” e coloca o foco nos pontos mais valorizados neste caso, ou seja, o Turismo e as Convenções. Este rebranding é bom exemplo para percebermos como se trabalha de forma estruturada um destino turístico sendo que para obter resultados são várias as estratégias que se podem desenvolver. Fundamental definir o que torna o destino turístico único, que pode passar pelas atividades que disponibiliza, os recursos naturais existentes, a proximidade a grandes centros urbanos e ainda as histórias da cidade e os pontos de referência, que ajudam a compor a criação do conceito e são argumentos de venda diferenciadores.
A questão seguinte é definir o público-alvo que se pretende trazer para a cidade, conhecendo os motivos que o levam a visitar o destino, reforçando os facotes positivos de atração, sendo que para isso é também necessário envolver todos os interessados, levando-os a fazer participar no processo, de forma a reforçar a confiança no trabalho desenvolvido. A definição do público-alvo é essencial para atrair para a cidade os segmentos que vão alavancar o projeto de desenvolvimento da mesma, quando uma cidade como Nova Iorque comunica convenções está a promover-se como um local onde se realizam grandes oportunidades de negócio, logo está a atrair um segmento que irá contribuir financeiramente para o desenvolvimento regional. Desta forma o turismo territorial funciona como um catalisador da economia, alavancando uma estratégia para o território. Mas também aqui não basta querer, é preciso desenvolver em paralelo as condições que vão permitir a vinda desse segmento e a sua fixação na região.
No Marketing de Destino é crucial a criação de uma estratégia assente em analise de números ao invés de iniciativas a avulso, que sendo poucas não trazem resultados e sendo muitas confundem o público-alvo.
E claro, a estratégia de marketing e comunicação com um site que crie o conceito de um destino incrível, incluindo a divulgação de experiências, uma vez que atualmente toda a gente antes de viajar pesquisa na internet, o que, otimizado nos mecanismos de pesquisa, traz resultados vantajosos, complementado com estratégia de comunicação nas redes sociais, publicidade direcionada e noticias regulares.
Sempre com o intuito de atrair visitantes que venham impulsionar a indústria e o comercio local, contribuindo para a valorização do território, balizando as práticas para não massificar o turismo, evitando o consumo de recursos essenciais ao equilíbrio regional. ■