À população de Santa Catarina

0
687

Quando se trabalha longos anos com entusiasmo e dedicação para erguer uma obra com grande impacto social como é o Centro Social e Paroquial de Santa Catarina não se está à espera dos elogios, mas não é aceitável que alguém com responsabilidade neste processo, há pouco tempo nas freguesia, tente chamar a si todo o protagonismo indo eu contra ele relativamente às suas funções que desempenha e assim dando um mau exemplo em matéria que devia ser extremamente sensível isto a boa convivência e atitude cívica.
De todas as reacções a um insulto, a mais adequada e que menos esforço requer, é o silêncio.
Assim decidi ausentar-me de surpresa face às muitas ausências que também foram de carrinho e para continuar a trabalhar pelo bem e progresso da freguesia de Santa Catarina e do concelho das Caldas da Rainha.
Não posso deixar de citar, nestas circunstâncias, Fernando Pessoa: “Sê todo em cada causa, põe quanto és no mínimo que fazes”.
Foi este estado de espírito que me acompanhou durante 30 anos que estive à frente do Centro Social e Paroquial de Santa Catarina, assim como também 26 anos que estive como presidente da Junta de Freguesia de Santa Catarina – uma entrega total no essencial e no pormenor perante dificuldades de uma obra com estas características.
Espero que o clima de boa convivência venha a ser reposto, a bem da freguesia, de forma a permitir uma gestão equilibrada de uma infra-estrutura de tão grande importância. (…)

António Cabrita Jerónimo