A Saúde é estratégica

0
294

José Luiz de Almeida Silva

Com esta edição os leitores vão encontrar um suplemento dedicado à região e à sua oferta em termos da saúde feita pelo serviço público e por operadores privados, conjugados no sentido de propor a melhor assistência preventiva e curativa aos residentes no Oeste.
Igualmente trazemos ao conhecimento dos leitores uma entrevista a um consagrado médico cirurgião, professor e investigador, Vítor Gil, que nasceu em Peniche e que fez parte dos seus estudos secundários nas Caldas da Rainha, que é hoje referência internacional na especialidade Cardiológica.
Julgamos e repetimos que o tema da Saúde é hoje crucial nas Caldas da Rainha e no Oeste, reforçando a ideia que estamos a pagar localmente a ausência de pensamento estratégico e de falta de tomada de decisões nos vários momentos que antecederam o atual rol de decisões incoerentes a nível do poder central.
Durante muitos anos o Hospital Distrital das Caldas da Rainha era uma referência em termos dos hospitais regionais, a nível da qualidade do atendimento prestado, bem como em algumas especialidades que juntaram nas Caldas excelentes profissionais e de referência nacional.
Paulatinamente, por circunstâncias locais e da evolução centralizadora que o sistema teve, o Hospital das Caldas da Rainha foi perdendo recursos, centralidade e meios, para além de deixar de ter qualquer peso na decisão do ministério.
Recorde-se que nos anos 70 Caldas da Rainha teve o primeiro Centro Hospital, modelo que posteriormente veio a ser adotado em todo o país. Haveria peso específico para que a decisão ministerial não nos esquecesse. Hoje é o que se vê, infelizmente! ■