Editorial – O momento das decisões

0
44

 

A menos que surja algum imprevisto de última hora, a campanha para as eleições no Montepio – Rainha D. Leonor, que se arrastam há meses, terminará hoje, sendo chegado o momento das decisões.
Durante os últimos meses, os associados desta instituição de referência das Caldas e da região tiveram oportunidade, talvez como nunca antes tinha sucedido, de conhecerem em profundidade os projetos que se apresentam a votos.
A escolha parece simples de resumir: há um projeto de continuidade e um projeto alternativo, sendo que o projeto da futura Casa de Saúde é o principal pomo de discórdia entre as listas de João Marques Pereira e Francisco Rita.
Parece claro que, tal como está, o Montepio não poderá continuar por muito mais tempo sem que seja colocada em causa a sustentabilidade da instituição. Sopram tempos de mudança na prestação de cuidados de saúde e, por isso, esta associação mutualista está obrigada a encontrar novos caminhos para gerar receitas e, sobretudo, continuar a ser relevante para as Caldas.
Durante esta campanha eleitoral cometeram-se excessos. Demasiados, talvez. Importaram-se técnicas de outras corridas eleitorais que teriam sido desnecessárias. Porém, para bem da instituição, as listas corrigiram alguns comportamentos e recentrou-se a discussão.
Amanhã, os sócios do Montepio são chamados a escolher os novos órgãos sociais para o triénio 2021-2024. Espera-se que o ato eleitoral decorra sem incidentes, com a elevação que os 160 anos de história desta instituição merece. Se assim for, ganhará o Montepio, ganhará a cidade das Caldas e a região. ■