O meu filho falta às aulas porque o comboio avaria

0
941

Desde o início do presente ano letivo, o meu filho usufrui do comboio para se deslocar para a escola sita em Torres Vedras. Comboio esse que deveria partir da estação do Bombarral pelas 7h41m e chegar a Torres Vedras às 8h06m, de modo a estar presente na Escola Secundária Madeira Torres às 8h30.
Acontece que são mais as vezes que isso não acontece. Os sucessivos atrasos e supressões estão a prejudicar muito o meu filho, pois tem vindo a acumular um número significativo de faltas, mesmo que justificadas, tendo em conta que frequenta um curso profissional que tem como objetivo concluir 3200 horas em três anos.
No passado mês de fevereiro já houve mais de sete atrasos e supressões, tanto num sentido como noutro. Algumas vezes facultam um autocarro para levar os passageiros, embora no meu caso não faça a diferença uma vez que chega a Torres Vedras depois das 8h30, hora que começam as aulas. Para além disso, o autocarro pára na estação dos comboios, onde terá de sair e deslocar-se a pé até à referida escola, que originará um atraso que não o permite assistir à aula que tem uma duração de 60 minutos na maioria das vezes.

Quando solicitado mais informações sobre o motivo para tal situação, a resposta é que o comboio n.º 6404 apresenta avarias, não sendo possível a sua deslocação.
Mensalmente adquiro passe e muitas vezes tenho de me deslocar a Torres para levar o meu filho à escola de modo a evitar ainda mais faltas e uma possível expulsão do curso que frequenta.
No passado dia 21 de fevereiro do presente ano apresentei uma reclamação online no site da CP e uma no Livro de Reclamações na estação do Bombarral, para as quais aguardo resposta.
Esta situação é muito constrangedora e afeta várias pessoas que utilizam este comboio, entre elas jovens estudantes que entram às 8h30 e não têm outro meio de transporte alternativo, uma vez que a Rodoviária não tem horário nem preços para estudantes.

Rita Franco Garcia

NR- Gazeta das Caldas deu conhecimento desta carta à CP, que nos enviou a seguinte resposta:

A CP recebeu esta reclamação do cliente, à qual já respondeu, apresentando as desculpas pelas situações de atraso.
As situações de supressão que se verificaram, ficaram a dever-se a avarias do material circulante que está ao serviço na linha do Oeste. Não foi possível reparar as avarias verificadas em tempo útil de forma a efetuar com normalidade as circulações previstas para essa linha.
Procurando minimizar o impacto destas situações, sempre que possível, a CP providenciou serviço rodoviário alternativo.

Gabinete de Comunicação da CP